ANO: 24 | Nº: 6014

Norberto Dutra

redacaominuano@gmail.com
Pastor e presidente da Igreja Assembleia de Deus de Bagé Doutor em Divindade
04/08/2018 Norberto Dutra (Opinião)

Jesus sofria quando os outros sofriam

Alguém próximo de você esta com problemas. Você já percebeu? Isso lhe interessa de alguma forma? Todos têm feridas em algum lugar. Quando os outros sofrem, tente sentir. Você é uma solução para alguém com problemas. Descubra-o. Ouça o seu clamor. Você é o colete salva-vidas deles. Você tem a chave para o cadeado deles. Sinta. Jesus fez isso. Jesus não Se escondeu no palácio. Ele não foi um recluso. Andava onde as pessoas andavam. Ele sofria quando as pessoas sofriam. “Quando Jesus saiu do barco e viu tão grande multidão, teve compaixão deles e curou os seus doentes” (Mateus 14.14). Jesus sente quando você sente. “Pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós passou por todo tipo de tentação, porem, sem pecado”. (Hebreus 4.15).
Você começará a ter sucesso na sua vida quando as dores e os problemas dos outros começarem a ter importância para você. Vários anos atrás, fui convidado para participar de uma festa de Natal de uma grande firma de advocacia. Um dos jovens advogados me contou uma história inesquecível naquela noite. Ele era o protegido de um dos maiores advogados. O renomado advogado ganhava praticamente todas as causas. Com efeito, todos os seus pagamentos eram de milhões de reais. O jovem advogado simplesmente não conseguia entender. Ele disse: “A pesquisa era normal. O material de leitura parecia normal. A pilha de informações que tínhamos coletado parecia normal antes que ele aparecesse na frente do júri”. Então ele disse: “Este velho advogado andava para frente e para trás diante do júri.
Quando falava uma transformação ocorria no rosto dos jurados. Quando ele voltava, eles sempre davam ao cliente dele indenizações colossais”. Naquela noite na festa de Natal, o jovem advogado nos contou como sondou seu mentor. Disse-lhe: “Você tem que me contar o seu segredo. Nós observamos você cuidadosamente. Lemos o seu material, mas nenhum de nos na firma pode imaginar porque seus júris rendem vereditos de milhões de reais. É um mistério que não conseguimos desvendar”. O velho advogado disse: “Eu gostaria de lhe dizer, mas você realmente não acreditaria se eu o fizesse”. O jovem advogado sondou-o mês após mês. Por longo tempo, o advogado insistiu: “ Não significaria nada para você”. Finalmente um dia quando o jovem protegido ia deixar a firma para outra cidade, o velho mentor disse: “Dê uma volta comigo”. Foram para um mercadinho. O velho advogado encheu o porta-malas de mantimentos e eles começaram a sair na direção do campo. Tinha nevado, estava tudo congelando e o frio era cortante. Finalmente subiram até uma casa de fazenda muito modesta e barata.
O velho mentor instruiu o jovem advogado a ajudá-lo a levar os mantimentos. Quando entraram na casa, o jovem advogado viu um garotinho sentado num sofá. Ele olhou mais de perto e observou que o menino tinha as duas pernas cortadas. Tinha acontecido num acidente de carro. O velho advogado conversou com a família por alguns momentos e disse: “ Achei que devia trazer uns mantimentos para vocês, porque sei como é difícil para vocês saírem nesta espécie de tempo”. Quando voltaram para a cidade, o velho advogado olhou para o jovem e disse: “É muito simples. Eu me importo realmente com meus clientes. Eu acredito na causa deles. Eu creio que eles merecem o valor mais elevado que pode ser dado. Quando fico na frente do júri, de alguma forma eles sentem isso. Eles voltam com os vereditos que eu desejo. Eu sinto o que meus clientes sentem. O júri sente o que eu sinto”. Jesus sofria quando os outros sofriam. Este foi um dos segredos da Liderança de Jesus. Deus abençoe a todos até o próximo final de semana.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...