ANO: 24 | Nº: 6059

Airton Gusmão

redacaominuano@gmail.com
Pároco da Catedral
04/08/2018 Airton Gusmão (Opinião)

Todos somos chamados


Certa vez um jornalista tentou provocar Madre Teresa, dizendo que ela já tinha 70 anos e que, quando morresse, o mundo continuaria como antes. Ela respondeu com toda a simplicidade que lhe era própria: "Sabe, nunca acreditei ser capaz de mudar o mundo. Apenas tentei ser uma gota de água pura na qual Deus pudesse ver o seu reflexo. Parece-lhe pouco? Por que é que o senhor não tenta também ser uma gota de água pura? Então já seríamos dois" (Madre Teresa: uma vida maravilhosa, Leo Maasburg, pag. 217).
Iniciamos o mês de agosto, conhecido como o mês das Vocações. Neste ano a Igreja no Brasil nos propõe a temática: "Seguir Jesus à luz da fé", com o lema: "Sei em quem acreditei" (2Tm 2,12). O objetivo deste mês vocacional é o de animar e reanimar as comunidades, paróquias e dioceses para que rezem com confiança e perseverança por todas as vocações.
No primeiro domingo deste mês celebramos a vocação sacerdotal e os ministérios ordenados; no segundo, o matrimônio, junto à semana da Família; no terceiro, a vida consagrada e, no quarto, a vocação dos leigos e leigas.
Neste contexto vocacional, trazemos presente alguns trechos da Carta do Papa Francisco, no seu Documento Preparatório sobre o Sínodo dos Bispos que acontecerá no mês de outubro, com o tema: Os jovens, a fé e o discernimento vocacional: "Como todas as coisas importantes na vida, também o discernimento vocacional é um longo processo, que se desdobra ao longo do tempo, durante o qual se continua a vigiar as indicações com as quais o Senhor determina e especifica uma vocação que é extraordinariamente pessoal e irrepetível".
Sobre este discernimento e seguimento ao Senhor que chama, o papa continua dizendo: "Somente quando a pessoa renuncia a ocupar o centro da cena com as próprias necessidades, se abre ao espaço para acolher o projeto de Deus à vida familiar, ao ministério ordenado ou à vida consagrada, bem como para desempenhar com rigor a própria profissão e buscar sinceramente o bem comum. Diante da cultura do individualismo é preciso verificar quanto as escolhas sejam ditadas pela busca da própria autorrealização narcisista e quanto, ao invés, incluam a disponibilidade para viver a própria existência na lógica do dom generoso de si".
Somos convidados pelo Projeto de Evangelização "Cada Comunidade uma nova vocação" a falar bem de todas as vocações, dando um bonito testemunho de vida familiar, eclesial, falando sempre bem das lideranças que ajudam na evangelização, seja o padre, a religiosa, a catequista, o ministro, aquele agente de pastoral, aquele homem e aquela mulher que, à luz da fé, da Palavra de Deus e do Ensino Social da Igreja, procuram ser sal da terra e luz do mundo. Também podemos e devemos rezar por todas as vocações e lançar o convite para que muitas pessoas se deixem encontrar por Jesus Cristo e respondam a uma das vocações.
Esse escutar, acolher e viver uma vocação acontece hoje. Não é coisa do passado. O Senhor continua chamando. Sobre esta dinâmica do chamado e da resposta que todos precisamos dar, é importante recordar o que o Papa Francisco nos dizia na Mensagem para o 55º Dia Mundial de Oração pelas Vocações deste ano: "A vocação é hoje! A missão cristã é para o momento presente. E cada um de nós é chamado à vida laical no matrimônio, à vida sacerdotal no ministério ordenado, ou à vida de especial consagração, para se tornar testemunha do Senhor, aqui e agora. Não devemos ter medo de acolher a voz do Senhor com coração aberto; escutá-la, discernir a nossa missão pessoal na Igreja e no mundo, vivê-la no 'hoje' que Deus nos concede".
Vivamos com alegria a vocação que assumimos, falemos sempre bem de todas elas e rezemos com confiança pelas vocações. Façamos a nossa parte. Sejamos alegres na esperança, fortes na tribulação, perseverantes na oração e solidários com os que sofrem. Um bom final de semana a todos e até uma próxima oportunidade.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...