ANO: 24 | Nº: 6014

Rochele Barbosa

rochelebarbosa@gmail.com
Jornalista formada pela Universidade da Região da Campanha. Responsável pela produção e reportagem do caderno de Saúde do Jornal MINUANO
06/08/2018 Caderno Minuano Saúde

Ortodontia Contemporânea - Tratamentos dentários estéticos mais populares

Foto: Divulgação

Nas últimas décadas, grandes avanços aconteceram na área tecnológica, no que tange a aparelhos ortodônticos mais estéticos, confortáveis e eficientes. As inovações proporcionaram mais rapidez aos tratamentos. Nesta edição, o odontologista, doutor em ortodontia, Mário Mezzomo, vai falar sobre os aparelhos mais modernos do mercado e a estética facial.

 

Aparelhos ortodônticos

O especialista Mário Mezzomo destaca alguns aparelhos

 

Aparelhos invisíveis: são aparelhos de última geração, confortáveis e instalados nas superfícies internas dos dentes, proporcionando um tratamento totalmente discreto e com rápidos resultados. Novos fios ortodônticos, mais flexíveis e aparelhos estéticos proporcionam maior conforto nas ativações dos aparelhos, liberando forças mais suaves, principalmente nas etapas iniciais do tratamento.

 

Aparelhos estéticos: “brackets” estéticos foram idealizados como uma alternativa para os pacientes que não querem ter o “sorriso metálico”. Fabricados em porcelana, são resistentes e não absorvem pigmentos dos alimentos.

 

Aparelhos de Safira: os conhecidos comercialmente por “brackets de Safira”são, atualmente, a melhor opção, pois além de serem menores, menos volumosos e mais resistentes, com um efeito de transparência, o que torna o sistema praticamente imperceptível. Para torná-los ainda menos visíveis, surgiram os arcos e ligaduras metálicas recobertas com material totalmente estético.

 

Alinhadores dentais

Mezzomo informa que, atualmente, um novo recurso ortodôntico está disponível para os pacientes que se incomodam com a estética. Os chamados “aparelhos invisíveis”, são confeccionados com material transparente, são removíveis e trocados regular e sequencialmente. Essas aparelhos recebem o nome de "alinhadores" e são desenvolvidas por meio de uma moderna tecnologia de computação tridimensional. “Estes aparelhos movimentam apenas os dentes e representam, quando bem indicados, uma alternativa estética muito interessante para o tratamento ortodôntico. Devem ser indicados para casos mais simples, envolvendo basicamente, problemas de alinhamento dentário”, explica.

Os Self Ligating Brackets ou aparelhos autoligáveis, são, segundo o doutor em ortodontia, os “brackets” que dispensam o uso de "alastics" ou “borrachinhas”, chamados de “autoligáveis”, onde os elementos de ligação e ativação são pequenos “clips”. “Surgiram com a proposta de obter resultados mais rápidos, por apresentarem menor coeficiente de atrito entre os componentes durante a movimentação dentária”, explana.

Há, também, os DTAS – dispositivos temporários de ancoragem que são pequenos "pirsens" por assim dizer, fabricados em liga de titânio, utilizados como auxiliares da movimentação dentária. “Facilmente instalados e removidos, reduzem, significativamente, a necessidade de uso dos aparelhos extra bucais e dos elásticos intermaxilares, permitindo um tratamento ortodôntico mais rápido, previsível e confortável”, acrescenta.

 

A ortodontia e a estética facial

"Ultimamente, tem-se dado ênfase à correlação entre as disfunções nas articulações osteo-dentárias, a estética do sorriso e a simetria facial. Novas técnicas de avaliação nos tem possibilitado mais precisão nos diagnósticos", conta o odontologista.

Quando as pessoas sorriem, é o relacionamento dos dentes com os lábios e as diferentes estruturas da face que determina o grau de atratividade. Os lábios geralmente são analisados no perfil, na posição estática, e poucas referências existem com relação à estética do sorriso, tanto em repouso quanto na dinâmica, isto é, durante a fonação. A importância disto é que o sorriso é um dos meios mais efetivos pelo qual as pessoas demonstram suas emoções. Um sorriso atraente e equilibrado pode ser o mais valioso recurso pessoal”, relatou.

A análise da face durante o sorriso  e a fonação, antes do início do tratamento ortodôntico, foi ressaltada por alguns autores. Na literatura, encontramos alguns estudos sobre o sorriso. A análise facial frontal, durante o sorriso, permite avaliar o alinhamento das linhas médias dentária e facial, a inclinação do sorriso, o centro do sorriso, o tipo de musculatura predominante, a curvatura dos incisivos em relação ao lábio inferior, os corredores bucais (zonas escuras que aparecem nas laterais ao sorrir) e a exposição gengival, os quais determinam o grau de atratividade de um sorriso. As assimetrias faciais relacionadas à ativação exacerbada de alguns músculos mastigatórios é uma realidade que na atualidade deve ser avaliada para que através de uma ação interdisciplinar entre a Ortodontia e especialidades da Fonoaudiologia (motricidade oral), sejam corrigidas.

A estética tem se tornado cada vez mais importante na Odontologia sendo sinônimo de uma aparência natural e harmoniosa. Um sorriso atrativo e agradável acentua a aceitação do indivíduo na sociedade, pela melhora na impressão inicial do relacionamento interpessoal. O sorriso é uma das mais importantes expressões faciais e é essencial na demonstração de amizade, concordância e apreciação.

Deve-se ter em mente que a estética do sorriso deve estar acompanhada de uma correta articulação ósteo-dentária o que traz benefícios no que tange a todo o sistema estomatognático, pois alterações nesta área podem acarretar danos, muitas vezes, irreversíveis tanto a nível dentário quanto em outros sistemas tais como: articulação temporomandibular e aAuditivo.

O papel do especialista em Ortodontia é efetuar um aprofundado exame clínico, seguido de um diagnóstico preciso, no sentido de planificar o tratamento com exatidão e saber orientar seus pacientes sobre os recursos e aparelhos disponíveis na atualidade. Ciente das características, limitações, vantagens e desvantagens de cada um dos sistemas, o paciente poderá tomar sua decisão de modo seguro e consciente”, conclui Mezzomo.


Tratamentos dentários estéticos mais populares

O sorriso é uma parte do corpo que não se pode (e nem deve) esconder. Atualmente, o tratamento dentário voltado para a estética permite inúmeras mudanças no sorriso, corrigindo imperfeições e cor de acordo com a necessidade do paciente.

A consulta a um bom profissional é essencial para melhorar a aparência dos dentes. Somente ele é capaz de saber quais são os procedimentos necessários para chegar a um resultado onde o sorriso fica mais bonito e harmonioso.

No texto de hoje, você vai conhecer "alguns dos tratamentos mais populares e, quem sabe, se animar para procurar um profissional e deixar seu sorriso ainda mais bonito", segundo a especialista Vanessa Mendonça Moreira.

 

Clareamento dental, facetas de porcelana e lentes de contato

A odontologista Vanessa destaca que o clareamento dental é um dos procedimentos estéticos mais populares e tradicionais, pois visa tirar o aspecto amarelado dos dentes, deixando-os mais brancos, mas respeitando o tom dos dentes do paciente. Quando feito por um bom profissional, o resultado é um sorriso mais claro e natural.

Há duas formas de clareamento: a primeira, realizada em casa, consiste na aplicação de um gel em uma moldeira, que fica em contato com os dentes pelo número de horas estabelecido pelo dentista.”, explica. A segunda é a realização do procedimento em consultório, onde será definido o número de sessões necessárias e fazer aplicações de laser. Esse método traz resultados mais rápidos, já que normalmente poucas sessões são suficientes para deixar os dentes brancos.

 

Facetas de porcelana

Quem se incomoda com os dentes pequenos, escurecidos ou desgastados demais pode deixá-los maiores e com aspecto mais saudável por meio das facetas de porcelana.

A técnica preserva a estrutura dos dentes, já que são laminados de porcelana que encapam os dentes e têm apenas sete milímetros de espessura.

São colados aos dentes, que normalmente precisam ser desgastados para receber o material.

Já as lentes de contato são ainda mais finas, tendo de 0,2 a 0,4 milímetros e exigem pouco ou nenhum desgaste dos dentes. Cada tipo de procedimento é indicado para a necessidade específica do paciente, ressalta Vanessa.

Facetas são peças finas, geralmente de porcelana ou resina composta, que recobrem a superfície externa dos dentes e restauram a aparência natural deles. Muitas vezes, as facetas são descritas como ma unha postiça para os dentes”, explica.

O procedimento melhora a estética do sorriso e aumenta a resistência dos dentes contra fraturas e trincas. Por serem menos invasivas, elas podem ser uma boa opção para quem precisa colocar aparelho ortodôntico ou prótese para corrigir alguma alteração dentária.

São indicadas no caso de manchas, alterações de cor, lascas, trincas, desalinhamentos, espaços excessivos e outras pequenas alterações nos dentes que são visíveis no sorriso”, completa a odontóloga.

Uma vez aprovado o tratamento com a faceta de porcelana, o dentista já pode realizar um desgaste do esmalte original dos dentes para permitir a colocação das facetas e colocar uma temporária no lugar, enquanto as versões finais são preparadas pelo laboratório para acompanhar o contorno dos dentes de modo mais natural. “Em uma segunda consulta, a faceta temporária é removida, é feita uma limpeza dos dentes e a faceta final é colada sobre a superfície do dente com um cimento.

Já nos casos das facetas de resina, em uma única consulta dá para realizar o tratamento dos dentes para a adesão das facetas e chegar ao resultado final”, garante a profissional.

Tanto o tratamento com facetas de porcelana quanto com facetas de resina são considerados irreversíveis, mas pode ser necessário realizar algum tipo de reparo ao longo dos anos.

Além disso, é necessário ter alguns cuidados especiais para aumentar a durabilidade da faceta, evitando por exemplo, morder objetos muito duros como tampa de caneta, prego, milho de pipoca e tampa de garrafa, e reduzir o consumo de alimentos e bebidas que provocam manchas nos dentes destaca a dentista.

 

Lente de contato

Para conquistar um sorriso perfeito, que tal se beneficiar da lente de contato dental? É ela que tem feito a cabeça dos famosos e de muita gente, pois tem aplicação rápida e corrige aquelas falhas e imperfeições de nossos dentes que não gostaríamos de exibir.

Vanessa conta que a técnica é indolor, durável e possibilita um sorriso alinhado em apenas algumas horas a partir da sua aplicação.

A lente de contato dental é uma prótese construída a partir de porcelana ou cerâmica. É uma estrutura superfina, translúcida e com grande durabilidade.

Indica-se a sua aplicação para pequenas imperfeições, a exemplo de fraturas, manchas, dos famosos diastemas (dentes separados) e também para aumentar o tamanho dos dentes.

É, sem dúvidas, garantia de um sorriso supernatural e mais confiante”, relata.

A colocação das lentes é simples e indolor. Porém, antes de o dentista confeccionar a sua lente de contato dental, ele precisará avaliar a saúde de seus dentes. Estando tudo certo, faz-se um molde de seu sorriso. Depois dessa etapa, o odontólogo poderá planejar a coloração, o tamanho e o posicionamento que seus dentes terão. Se esses detalhes foram aprovados por você, as lentes serão produzidas e , por fim, aplicadas em uma única sessão.

Para fixar o dentista passa um ácido no dente, que o deixa poroso, prepara a superfície com um cimento adesivo e o silano, um produto que une o cimento à prótese de porcelana. A aplicação é rápida e não resulta no desgaste do dente.

As lentes de contato são feitas de um material durável, porém, depois de um período de cinco a 10 anos, elas precisam ser trocadas.

Depois da realização do procedimento, recomenda-se, portanto, a visita ao dentista a cada seis meses para que ele possa observar se estão bem adaptadas e estáveis. Depois, o intervalo entre as idas ao consultório pode aumentar para um ano. É importante manter uma rotina de consulta para manutenção da lente e dos dentes, de modo geral.

Para quem tem bruxismo, rói unhas ou tem hábito de morder objetos, esse método não é o mais indicado, já que as lentes são bem fininhas. Para esse tipo de paciente, mais apropriada seria a aplicação de facetas de porcelana, que são mais grossas.

Continue com os cuidados de sempre. Não abra mão de uma boa higiene bucal. Escove os dentes após as refeições, use o fio dental diariamente e finalize com o antisséptico. Além disso, evite morder materiais muito duros, para que a lente de contato dental não rache ou quebre. Se possível, evite também o consumo excessivo de alimentos que possam manchar o seus dentes ”, complementa Vanessa.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...