ANO: 26 | Nº: 6495
07/08/2018 Cidade

Família do Ivo Ferronato começa a construir casa de alvenaria após doações

Foto: Tiago Rolim de Moura

Moradores já contam com água e luz
Moradores já contam com água e luz
A campanha para a família da pequena Thaila, de apenas 11 dias, que está enfrentando o frio e a severidade do inverno junto aos pais e ao irmão mais velho, no bairro Ivo Ferronato, começa a tomar novos rumos. Em uma campanha realizada no Facebook, a vizinha e amiga Willien Louise Rodrigues Vargas relatou a situação da família e solicitou doação de gêneros alimentícios, roupas, materiais de construção, móveis ou itens de higiene, tanto para os adultos quanto para o bebê, que estão instalados em uma estrutura improvisada com madeira, caixas de leite e plástico.

O auxílio começou a chegar na pequena casa, situada na rua Angelino Pauletti Previtalli. Conforme Ana Paula dos Anjos Pires, 26 anos, o marido, Juliano Gonçalves de Ávila, 33 anos, e alguns familiares já iniciaram a construção da casa de alvenaria. Os materiais, como tijolos, cimento e até lajotas, foram doados pela população. Além disso, já foram instalados água e luz no local. Ana Paula comenta que a comunidade também levou leite, roupas, alimentos e fraldas para a menina.

A dona de casa conta que o marido perdeu o emprego há três meses e, desde então, tem tentado sustentar a família com trabalhos informais e ocasionais, os "bicos" que aparecem. Sem um salário fixo mensal, foi despejado da casa onde morava por falta de pagamento e obrigado a improvisar onde se abrigar com a família. Com pedaços de madeira, tábua e algumas telhas que conseguiu, ele construiu uma estrutura de uma única peça, para se abrigar com a esposa, a bebê Thaila e o filho Francisco, de quatro anos.

A casa sem conforto e sem itens básicos, tão corriqueiros no dia a dia, como a higiene e praticidade de um banheiro ou uma refeição quentinha antes de deitar, têm sido a realidade do casal, que conta apenas com a garantia do teto de telhas furadas. "Em dia de muita chuva entra bastante água", conta Ávila.

Nas frestas entre as madeiras, o casal colocou plástico e caixas de leite cortadas, para ajudar a manter o frio afastado do interior. "Mesmo assim, é muito frio. Ainda bem que ganhamos coberta, que aí nos aquecemos", diz.

O contato para quem quiser colaborar com a família pode ser feito através dos telefones 99968-4865 e 99941-4788.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...