ANO: 25 | Nº: 6399
11/08/2018 Cidade

Curso de Formação de Professores e Gestores Escolares chega a Itacurubi

Foto: Jéssica Pacheco/EspecialJM

Turma de professores e gestores aguardando abertura oficial
Turma de professores e gestores aguardando abertura oficial
Itacurubi é uma cidade da região das Missões, com aproximadamente 3,5 mil habitantes, onde educar é prioridade. Tanto a 35ª Coordenadoria Regional de Educação (35ª CRE), quanto a Secretaria Municipal de Educação, se movimentaram ao máximo para viabilizar a realização do curso de Formação de Professores e Gestores Escolares. Na manhã de sexta-feira, 10, teve início o primeiro encontro presencial das atividades desenvolvidas pela Universidade da Região da Campanha (Urcamp). O primeiro momento foi através de uma abertura oficial com a titular da 35ª CRE, Tânia Teresinha Schorn Carpes, e a pró-reitora de Inovação, Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Universidade da Região da Campanha (Urcamp), professora Elisabeth Drumm, que, neste ato, também representava a reitora da Urcamp e presidente do Corede Campanha, professora Lia Maria Herzer Quintana.
 A primeira aula foi sediada na Escola Estadual de Ensino Médio Vicente Goulart, onde a diretora, professora Vanize Diconzi Guerra, recepcionou as turmas de professores e gestores escolares e fez a apresentação dos membros da 35ª Coordenadora Regional de Educação, Secretaria Municipal de Educação e Urcamp. O ato oficial teve a presença da coordenadora Tânia Teresinha Schorn Carpes; da diretora pedagógica da CRE, Jucelma Nuves Schneid; da Adjunta e chefe de RH da CRE, Fátima El Ali Cuthy; da secretária Municipal de Educação de Itacurubi, Lucieli Fortes; da pró-reitora de Inovação, Pós-graduação, Pesquisa e Extensão da Urcamp, professora Elisabeth Drumm; da professora da turma de gestores escolares, professora Giciéli Barúa; e da professora da turma de professores, Dilossane Vargas.
Para a Coordenadora da 35ª CRE, esse curso é uma das metas do Estado e, em sua fala, ela fez uma referência à Urcamp em nome de toda as instituições de Ensino Superior comunitárias. “São as universidades que formam os nossos professores que estão na sala de aula. Portanto, nós precisamos valorizar essas instituições que, além desse primeiro processo de graduação, ainda tem essa disposição de trazer um curso de formação continuada. A parceria é importantíssima e nós não podemos viver separados das universidades, muito pelo contrário. Todo esse processo é muito valioso, principalmente porque o nosso mundo está evoluindo, em constante mudança; os nossos alunos acompanham diariamente esse avanço, e é somente o conhecimento que nos adapta para esse novo mundo de que tanto falamos”, explana Tânia Carpes ao concluir com a seguinte frase: “A Educação é a única arma para vencermos todos os obstáculos”.
A turma de professores ficou sob responsabilidade da docente Dilossane Vargas que, emocionada, relatou que, hoje, retornava ao colégio com um sentimento de grandes recordações. “Vinte cinco anos depois, eu chego nesta escola, de onde saí como aluna, para conduzir uma turma de professores. É realmente um momento muito importante para mim”. Já a responsável pela turma de gestores escolares, professora Giciéli Barúa, conduziu o primeiro momento de forma poética. Ao abrir as cortinas da sala de aula, ela fez uma reflexão em forma de metáfora, chamando a atenção sobre a importância do professor na vida do aluno. “Enquanto houver sol, haverá luz; e enquanto houver professor, haverá esse raio de sol que ilumina. Nós somos, muitas vezes, o primeiro bom dia dos nossos alunos. A primeira luz que eles encontram. Aquele sol que eles não têm em casa. E vocês têm noção da nossa importância na vida deles? Mas e nós? Quem cuida de nós? Quem é a nossa luz? Nós, professores, também precisamos ser cuidados. E a vida é isso. Uma construção diária de encontros e reencontros. E momentos como estes precisam ser valorizados, pois nos enchem de luz. Eu vivo um encontro com vocês, pois venho lá de Alegrete, é a minha primeira vez aqui; a Dilossane vive um reencontro, afinal já esteve nestes bancos como aluna, como coordenadora e, hoje, vem de São Borja para se reencontrar com antigos colegas. E a vida é isso. Nós abrimos a janela para que um raio de sol nos ilumine. E nós, professores, iluminamos a vida dos nossos alunos através da educação”.
Itacurubi é o penúltimo município da primeira etapa de encontros presenciais deste curso de formação de professores e gestores escolares. A última cidade a receber a Urcamp será Candiota, neste sábado, 11, quando o encontro acontece na Vila Operária. Em setembro outro cronograma será montado para o segundo contato presencial e encerramento do curso. Neste intervalo de tempo, todos os alunos inscritos terão atividades através de uma plataforma a distância.

Entenda o curso
O curso de formação de professores e gestores escolares é proveniente da votação da Consulta Popular 2016/2017, quando 63 municípios elegeram como prioridade a educação em suas cédulas. Graças ao resultado, foi firmado um convênio entre o governo do Estado do Rio Grande do Sul, Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Sul (Seduc-RS), Conselhos Regionais de Desenvolvimentos (Coredes) e o Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung). Das 15 instituições que são parte do Comung, 11 estão responsáveis pela organização dos cursos de formação em todas as regiões do Estado. A Urcamp assumiu as áreas de abrangência do Corede Campanha e Corede Fronteira Oeste, realizando a capacitação nos municípios de Itaqui, Uruguaiana, Alegrete, Bagé, Lavras do Sul, São Gabriel, Hulha Negra, Itacurubi e Candiota. O31 recurso destinado da Consulta Popular 2016/2017 é de, aproximadamente, R$ 4 milhões. O curso vai até 28 de setembro, com encontros presenciais (16h) e a distância (44h).

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...