ANO: 25 | Nº: 6280

Dilce Helena Alves Aguzzi

dilcehelenapsicologa@gmail.com
Psicóloga
21/08/2018 Dilce Helena Alves Aguzzi (Opinião)

Não é problema meu

Tanto quanto a mitologia, as histórias em quadrinhos de super-heróis servem muito bem ao propósito de aprendizagem, reflexão sobre o comportamento e emoções humanas, uma vez que são modelos, arquétipos de personagens e situações que há muito se repetem e continuarão a se repetir. Fazer recortes desses dramas em pontos cruciais facilita o autoconhecimento e  tomada de decisão se soubermos nos colocar hipoteticamente nos papéis dos personagens.
Na história do Homem-Aranha há um momento crucial em que alguém que Peter Parker julga não merecer ser ajudado pede seu auxílio em algo bastante simples, reter o elevador para que um assaltante seja impedido de fugir. Peter nada faz, não ajuda o delinquente a fugir, mas tampouco trava o elevador, o que poderia impedir a impunidade. Ele apenas deixa a cena correr livremente dizendo: "Não é problema meu".
Como toda história mitológica, esta atitude não fica sem conexão com os fatos a seguir. Este simples gesto mais adiante vai ser visado e revisado mentalmente mil vezes pelo próprio Peter, uma vez que o marginal que não quis ajudar a prender será o assassino de seu tio e pai adotivo. A dor dilacerante da perda de alguém tão importante aprofundada pelo sentimento de culpa tortura o herói em sua trajetória e faz com que ele reveja toda sua conduta e código de valores a partir daí. O jovem egoísta e imaturo herói passa a relembrar e a compreender o real sentido de uma frase que seu tio queria muito que ele assimilasse: "Grandes poderes vêm acompanhados de grandes responsabilidades."
Quantas vezes em nossa vida agimos assim, não podendo perder um minuto, não desviando um centímetro de nossa egoísta rota?
Em quantos momentos já dissemos não para ações pequenas que mudariam o rumo de acontecimentos importantes na vida de outras pessoas com a justificativa que o problema não é nosso?
Sim, na maioria das vezes, o problema não é nosso mesmo, entretanto conviver com as consequências de nossas escolhas será para sempre!


OLHO

"Grandes poderes vêm
acompanhados de grandes
responsabilidades"

 

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...