ANO: 25 | Nº: 6380
25/08/2018 Segurança

Detendo acusado de ser mandante de sequestro de empresário bajeense é transferido de prisão

Foto: Divulgação

O apenado Tiago Rafael Leges Ferreira, conhecido como “Tiago Mochilão”, acusado de ser um dos mandantes do sequestro do empresário bajeense Vando Gasparoni, registrado nesta semana, foi transferido, na manhã deste sábado, para a Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc). A mudança de casa prisional foi determinada pelo Juiz da Vara de Execuções Criminais de Pelotas, que acatou pedido do expediente investigatório do Ministério Público de Bagé, em conjunto com a investigação da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec).

De acordo com o promotor de justiça, Cláudio Rafael Morosin Rodrigues, uma operação foi montada para garantir a transferência do apenado de Pelotas até Charqueadas. A ação reuniu agentes da Brigada Militar Susepe, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Núcleo Fronteira Oeste, sob coordenação do promotor de justiça e da Defrec, através do delegado Cristiano Ritta. Mochilão chegou na Pasc por volta das 13h30min.

Rodrigues destaca que essa transferência é em definitivo. “Havíamos pedidos, em meados de junho e julho, essa transferência. E com a grande escalada criminosa do apenado, foi acatado pelo juiz e, então, realizamos a operação”, contou o promotor.

Mochilão é acusado de, no domingo passado, ter sido o mandante do sequestro do empresário bajeense Vando Gasparoni, além de ter já sido apontando como o líder do latrocínio que vitimou o tradicionalista, também bajeense, Gilberto Silveira. Ele está detido desde 2014, no Presídio Regional de Pelotas, e tem em sua extensa ficha crimes como tráfico de drogas, latrocínio, roubos a joalherias e ópticas, entre outros.

“Mochilão” é também conhecido por ser o líder da organização criminosa ZL (Zona Leste) de Bagé.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...