ANO: 25 | Nº: 6380
03/09/2018 Segurança

Região vai receber reforço de 13 policiais militares

O Comando Geral da Brigada Militar, o Departamento de Ensino e a Academia de Polícia Militar apresentaram, na manhã de sexta-feira, os 405 alunos-oficiais que concluíram o curso de Habilitação para Policiais Militares Temporários 2018. Eles serão enviados, nas próximas semanas, para reforçar o policiamento em 71 municípios do Rio Grande do Sul, assumindo funções administrativas e de guarda externa de presídios. Bagé integra a lista de cidades que receberão os novos policiais.
Para a região, segundo informações do comandante do 6º Regimento de Polícia Montada (6º RP Mon), tenente-coronel Sérgio Alex Laydner Medina, virão 13 policiais militares. “Serão quatro para Bagé, três para Dom Pedrito, três para Lavras do Sul e três para Caçapava do Sul”, explica.
O curso de capacitação, que reuniu alunos oriundos das forças armadas de todo o Estado, teve início em julho de 2018, com 400 horas-aula e englobando conhecimentos específicos da atividade policial militar temporário, disciplinas de ética e cidadania, doutrina policial, policiamento de guarda e comunicação operacional, noções de segurança no trabalho policial, entre outras.
Para o secretário da Segurança Pública, Cézar Schirmer, "os PMs temporários serão extremamente importantes, na medida em que permitirão o retorno de 405 praças às ruas". De acordo com o comandante-geral da BM, coronel Mário Yukio, os policiais serão distribuídos entre guarda externa de estabelecimento em casas prisionais em todo o Estado, principalmente nas principais cidades e para atuar no videomonitoramento. “O brigadiano liberado da casa prisional vai atuar na segurança daquele município onde já estava trabalhando na guarda externa do presídio”.
O videomonitoramento, ainda segundo o coronel Ikeda, por ora será em Porto Alegre. Ele destacou que está em andamento a implantação de centros regionais integrados em todo o Rio Grande do Sul e esses policiais temporários serão colocados nessas centrais. “Hoje, nós temos já a central de Porto Alegre e estamos trabalhando no estabelecimento e na operação das demais centrais de videomonitoramento e centros integrados de operações. Serão mais de 20 centrais regionais em todo o Estado”, esclarece.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...