ANO: 25 | Nº: 6384

Adriana Lara

07/09/2018 Adriana Lara (Opinião)

A Educação Infantil pode transformar a sociedade ?

Por Adriana Vieira Lara*

A Educação Infantil é a primeira etapa da Educação Básica, a qual tem como finalidade "o desenvolvimento integral da criança de até cinco anos, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade" (BRASIL, 1996, p. 14), sabendo de tal responsabilidade social, senti enquanto Secretária de Educação e Formação Profissional a necessidade de voltar meu olhar para os educandos nesta faixa etária. A partir de observações realizadas em nosso município de Bagé, percebi que precisava qualificar e aprimorar o trabalho desenvolvido nas escolas, contemplando um olhar mais humanizador, o qual levasse os profissionais da área a refletirem e ressignificarem conceitos. Para tanto, a Secretaria Municipal de Educação e Formação Profissional – Smed, apresentou o método Montessori, inspirando escolas a fazer a diferença. Esse compõe um conjunto de teorias, práticas e materiais didáticos criados e idealizados inicialmente por Maria Montessori. A autora descreve "planos de desenvolvimento", referindo-se que para cada época da vida, há a predominância de certas prioridades. O método Montessori considera a individualidade de cada criança, e as necessidades de cada "plano", que precisam ser entendidas e compreendidas. Em seu método ela autora apresenta seis pilares fundamentais: Autoeducação, Educação como ciência, Educação Cósmica, Ambiente Preparado, Adulto Preparado e Criança Equilibrada, sendo todos um conjunto de ações onde um é resultado do outro, e todos são de suma importância.
A partir desses estudos, fui mobilizada e inspirada a buscar novos rumos e olhares para nossas crianças, certa de que investir na educação dos pequenos é corroborar com as transformações sociais do futuro, pois é na Educação Infantil onde tudo se inicia. A sociedade contemporânea é resultado de várias mudanças ao longo do tempo, as quais englobam aspectos econômicos, sociais, culturais e políticos, onde a escola precisa firmar seu papel social, investindo na educação desta faixa etária como fonte de sucesso eficaz para o futuro.
Pensando nessas questões, iniciou-se a revitalização das praças, numa perspectiva de reestruturação, onde organizar e preparar o espaço físico é um dos elementos fundamentais para o processo. Desta forma, mais de 18 das 23 Escolas Municipais de Educação Infantil- EMEIs foram, contempladas com esta reforma, proporcionando um ambiente acolhedor, confortável e propício para a troca de experiências múltiplas, onde as crianças sentiram-se estimuladas e independentes.
Em 2018, também foi inaugurado o Centro Educacional Mélanie Granier, que foi reestruturado para receber a EMEI Marianinha Lopes, num espaço mais adequado para o lançamento de uma nova proposta educacional, para tanto a escola, também passou a ter um horário de atendimento estendido o qual contempla a necessidade da comunidade bageense, sendo um diferencial na Educação Infantil. O Centro Educacional Mélanie Granier apresenta uma proposta pedagógica diferenciada, com espaços planejados para realização de oficinas, como: dança, musicalização, esportes, informática, inglês, entre outras, as quais são de suma importância para o desenvolvimento integral da criança de até 5 (cinco) anos, em todos seus aspectos.
O Centro Educacional Mélanie Granier, é a maior escola de Educação Infantil da nossa região/ Microrregião da Campanha, o que gerou um aumento significativo nas vagas do município. No decorrer de um período menor que dois anos, já é possível perceber o impacto que estes investimentos tiveram na educação dos alunos desta faixa etária do município.
Após vários estudos, concluo que sim, a Educação Infantil pode transformar a sociedade, quando investirmos e qualificarmos ações que podem permear a educação dos discentes, pois a infância é a idade de ouro do desenvolvimento humano e preocupar-se com ela, e com suas experiências é pensar com carinho numa sociedade de sucesso, vislumbrando um futuro promissor.
Respeitar e investir na primeira infância enquanto projeto de cidade é respeitar a vida, pois é ali que se dá a partida para a construção de estruturas sólidas que auxiliaram as demais fases do desenvolvimento humano.
Queremos que a Educação Infantil seja "Projeto de Cidade", onde todas as ações, atitudes e conceitos converjam para o bem estar e formação integral das nossas crianças.

* Especialista em Gestão Escolar, Secretária Municipal de Educação e Formação Profissional da Prefeitura de Bagé, adriana.smed@bage.rs.gov.br

Referências bibliográficas

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil. Brasília: MEC, SEB, 2010.

MACHADO, Izaltina de Lourdes. Educação Montessori: de um homem novo para um mundo novo. 3ªed. São Paulo: Pioneira, 1986.

MÁRQUEZ, Gabriel Garcia. O Método. Lar Montessori, setembro. 2011. Disponível em: <https://larmontessori.com/o-metodo/>. Acesso em: 15 agosto. 2018.

MONTESSORI, Maria. A criança – (tradução de Luiz Horácio da Mata). SãoPaulo: Nórdica, s.d.

___________________. Mente Absorvente – (tradução de Wilma Freitas Ronald de Carvalho). Rio de Janeiro: Editora Nórdica, 1949.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...