ANO: 25 | Nº: 6353
21/09/2018 Cidade

Desfile Farroupilha reúne 43 entidades em Bagé

Foto: Tiago Rolim de Moura

Cerca de 1,3 mil cavalarianos participaram do evento
Cerca de 1,3 mil cavalarianos participaram do evento

O dia ensolarado de quinta-feira levou os bajeenses ao centro da cidade para celebrar o Dia do Gaúcho. Participaram do desfile, 43 entidades tradicionalistas. As crianças chamaram atenção durante o percurso. No tradicional evento anual, foram homenageados o patrono da Semana Farroupilha de Bagé, Mário Brondani, e, de forma póstuma, o advogado e tradicionalista Diogo Madruga Duarte. A celebração também homenageou o fundador do Movimento Gauchesco Artístico-Cultural Rio-grandense (Mogar), João Carlos D'ávila Paixão Côrtes.

Cerca de 1,3 mil cavalarianos desfilaram nas avenidas Tupy Silveira e Sete de Setembro, conforme divulgado pela organização. O público lotou as mais de 15 quadras por onde passaram os cavalarianos, principalmente nas centrais. Com trajes típicos ou não, aplaudiram a passagem dos homens, mulheres e crianças que integraram o desfile comandado pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult).

O desfile iniciou às 9h30min, com a apresentação da Escolinha Cavalinho de Pau. Quatro meninos realizaram uma apresentação de chula para as autoridades que estavam no palanque oficial. Logo em seguida, foi a vez do Pelotão Mirim, seguido pelos carros da Brigada Militar e autoridades. O patrono desfilou junto com a Chama Crioula, seguido da Associação dos Cavaleiros Rainha da Fronteira e escola de Laço e CTG 93. Também participaram, a Associação e Sindicato Rural e o Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos de Bagé.

O bispo emérito Dom Gílio Felício desfilou junto com o Grupo de Artes Nativa Campo Aberto, que também apresentou um baile de ramada com a Dança do Pezinho, primeira pesquisada por Paixão Côrtes. O CTG Sentinela da Fronteira trouxe os Piquetes Fogo Campeiro e Estampa do Rio Grande. Bem como o Campo Aberto foi acompanhado dos piquetes Potro Sem Dono e Os 4 irmãos.

Julgamento

As entidades foram analisadas por uma comissão julgadora, composta pelos tradicionalistas José Álvaro Correa dos Santos (Chacrinha), Jorge Alberto Vaz Correa e Joaquim Moraes. Os três avaliaram a apresentação, postura, pilchas, arreamento, organização e autenticidade dos participantes. Os vencedores serão premiados com troféus.

Conforme a secretária de Cultura e Turismo, Anacarla Flores, o desfile deste ano superou as expectativas em número de participantes e público. O ano passado foram 29 entidades, enquanto este ano foram 43. "Tivemos apoio da Brigada Militar, Lions Clube Tradição, que ficou encarregado dos exames de mormo; e da comunidade que prestigiou o evento", enumerou.

Após o desfile, os cavalarianos se encaminharam para o Parque do Gaúcho, onde houve um Show com Alexandre Brose; apresentação de gineteadas em pelo a cargo do CTG 93, show com o Grupo "Os 4 Irmãos" - 30 anos de música e a solenidade de encerramento da Semana Farroupilha de Bagé, com a extinção da Chama Crioula, que foi trazida de em São Gabriel, pela Associação de Cavalarianos Rainha da Fronteira. A Centelha Farroupilha chegou em Bagé no dia 13 de setembro, quando foi distribuída para as entidades.

Limpeza

Ao final do desfile, a Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (Seinfra) realizou a limpeza da avenida Tupy (partindo da rua Allan Kardec) e da avenida Sete de Setembro (até a rua Conde de Porto Alegre).

Para a atividade, cerca de 25 servidores foram utilizados, limpando o lixo e retirando as fezes dos cavalos, sendo utilizado para a ação um caminhão para sucção e jateamento de alta pressão para limpar os passeios públicos.
Conforme o titular da pasta, Ronaldo Hoesel, a água utilizada para o serviço não era potável. "Estamos cuidando da cidade e logo após o desfile já realizamos, imediatamente a limpeza das vias para que os bajeenses possam passear tranquilamente neste feriado", ressaltou.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...