ANO: 25 | Nº: 6383
25/09/2018 Cidade

Lia Quintana inicia campanha para mais quatro anos à frente da Urcamp

Foto: Jéssica Pacheco/EspecialJM

Membros da chapa iniciaram visitas às estruturas da instituição
Membros da chapa iniciaram visitas às estruturas da instituição
A Urcamp abriu novo processo de eleição. Em chapa única, a atual reitora Lia Quintana concorre a um novo mandato, agora tendo por candidato a vice-reitor, o professor Fábio Josende Paz, que soma 15 anos de instituição, parte deles lotado no campus de Dom Pedrito. A ideia é dar continuidade à série de inovações que resultaram na implementação de novas metodologias de ensino, na aplicação de tecnologia e investimentos para a consolidação do ensino a distância.
Consciente de que não há uma chapa concorrente, a reitora investe na informação para garantir a mobilização da comunidade acadêmica para a eleição que ocorre no dia 1º de outubro. "Mesmo com grandes conquistas ao longo dos dois últimos mandatos, e tendo alcançado nota máxima na avaliação do MEC, precisamos ter consciência de que há muito a evoluir num mercado cada vez mais competitivo", pondera. Por isso, no primeiro dia de campanha, Lia Quintana começou uma agenda de visitas pelo Hospital Universitário, entidade mantida pela Fat/Urcamp. Acompanhada de Fábio Paz, Lia fez uma demonstração completa das evidências colhidas ao longo da gestão. Lá foram apresentados os dados do que foi realizado em oito anos e, ainda, antecipou a proposta de trabalho para os próximos quatro anos. Uma das metas mais contundentes apontadas pela reitora é a de dobrar o número de alunos, a partir de uma proposta de EAD estudada há três anos e que já tem grupos de trabalho atentos na efetivação do projeto.
As visitas tiveram continuidade ao longo do dia, no Intec – Instituto Tecnológico de Reprodução Vegetal, na Casa da Menina e Jornal Minuano, onde os candidatos usaram o tempo para avaliar o contexto atual do ensino superior comunitário, colher sugestões de trabalho e ouvir as demandas de cada setor.
Lia Quintana e Fábio Paz seguem uma extensa agenda durante a semana, hoje, terça-feira, se reúnem com os funcionários do Museu Dom Diogo de Souza, outro mantido pela Urcamp, campus rural, onde a instituição mantém uma fazenda escola para os cursos de Agronomia e Medicina Veterinária, e na quarta-feira cumprem um roteiro nos campi, iniciando por Dom Pedrito, Santana do Livramento, Alegrete e São Gabriel.

Os oito anos de gestão

A reestruturação financeira começou em alinhamento com a reorganização acadêmica e demandou muito estudo, planejamento, projetos e organização para colocá-los em prática. Ao usar o atributo de sua liderança, Lia Quintana buscou parcerias, se fez figura atuante junto ao Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas (Comung) e Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc) e efetivou uma série de programas e projetos que deram sustentabilidade para que a Urcamp passasse de uma Instituição Comunitária de Ensino Superior (ICES) que convalescia pela falta de ousadia e eficácia, a um patamar de instituição nota 5, conceito máximo emitido, em 2018, através de seu recredenciamento junto ao Ministério da Educação.
Nos últimos dois anos, a gestão readequou setores, criou a Central do Aluno para facilitar e agilizar as demandas internas, investiu em tecnologia e inovação, em integração com um moderno e eficiente Ambiente Virtual de Aprendizado – AVA, o que possibilitou o desenvolvimento de aulas e projetos em regime híbrido e com metodologias ativas de aprendizagem. Ao atender as exigências do MEC, implantou o ensino semipresencial em até 20% das disciplinas de graduação, através do Núcleo de Ensino a Distância – NEAD, reestruturou laboratórios e a estrutura física, como reformas e pintura no campus central, em um planejamento organizado por cronograma que deve chegar de maneira igualitária aos demais campi, de forma gradativa.
Ao fazer valer seu forte caráter comunitário, na área da Extensão, por exemplo, a Urcamp remodelou o Hospital Universitário, tornando-o referência na Campanha gaúcha e implantou o Núcleo de Práticas em Saúde, onde acadêmicos dos cursos de Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição e Psicologia desenvolvem estágios monitorados, por meio de atendimentos gratuitos à população de Bagé e região.
Lia Quintana buscou para vice-reitor, em sua chapa, um jovem atuante colega da docência. Como pesquisador interno, o professor doutorando Fábio Paz, que participou ativamente do processo que resultou no êxito do conceito 5 durante a tão esperada avaliação e recredenciamento junto ao MEC.
A eleição para reitor(a) e vice acontece no dia 1º de outubro, nas dependências da Urcamp. Toda a comunidade acadêmica, envolvendo professores, funcionários e alunos, está apta a votar.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...