ANO: 25 | Nº: 6282
27/09/2018 Cidade

Grupo Pianistas de Bagé tem projeto contemplado pela LIC

Foto: Arquivo JM

Em atividade desde 2011, as notas e dedilhados do grupo Pianistas de Bagé deve se espalhar pelo Estado. Através da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), que destinou uma verba de R$ R$ 162.270 mil, o grupo planeja quatro apresentações, sendo duas em Bagé e duas em Gramado.

A coordenadora do grupo, Lúcia Antônia Bezerra de Mello, explica que o recurso foi obtido através de um projeto de captação de recursos, elaborado por uma empresa especializada em produção artística e cultural. "Estamos muito felizes que nosso trabalho está sendo recompensado, expandido pelo Estado. É importante lembrar que as atividades são oriundas do grupo Carlos Gomes, criado por Gelcy Porto Médici", comenta.

Uma das quatro apresentações que compõem o projeto já está garantida para o dia 20 de abril, no Clube Gramadense, em Gramado. Nesta noite, 25 pianistas executarão o repertório, cheio de grandes sucessos, apresentado pelo grupo em oito anos de atuação. "Um de nossos pianistas, o Wagner Brasil, teve essa ideia de contratar uma empresa para elaborar o projeto. Conseguimos esse recurso via LIC e, agora, estamos trabalhando no projeto, questões burocráticas e logística. Não sei se conseguiremos colocá-lo em prática ainda neste ano", explica.

Dentro do projeto financiado pela LIC, ainda não há data definida para a segunda apresentação na cidade serrana e na Rainha da Fronteira. Mas já foi confirmada a apresentação anual do grupo em Bagé, que, neste ano, deve acontecer nos dias 5 e 6 de novembro. "Ainda não definimos o local. Se até lá o salão nobre do Instituto Municipal de Belas Artes (Imba) não estiver pronto, temos a proposta de realizar a apresentação na Sociedade Espanhola", adianta.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...