ANO: 25 | Nº: 6255

Fernando Risch

fegrisch@gmail.com
Escritor
28/09/2018 Fernando Risch (Opinião)

Tenho tido pesadelos

Nas últimas semanas, de uma forma frequente, ando tendo pesadelos. Segunda-feira, por exemplo, sonhei que havia um tiroteio na Marechal Floriano e eu, apavorado, me escondia em uma casa, acompanhando por uma fresta o massacre. Homens em caminhonetes descarregavam metralhadoras contra transeuntes. Iam e vinham, sem parar, atirando de forma frenética contra quem passassem. Em seus rostos, liberdade e regozijo de justiça.

A polícia chegava, mas não tinha armamento para fazer frente aos atiradores e acabavam engolidos de projéteis pela minimização a que foram submetidos. No meu rosto, pavor. Ao ver que os atiradores começaram a entrar nas casas para matar quem se escondeu, corri em direção ao Calçadão e acordei antes que me abatessem. O barulho dos tiros no sonho era o rebimbar nervoso do meu ventilador aos meus pés.

Outro dia, o sonho era menos palpável. Era uma guerra civil. Pessoas vivendo em escombros e misérias, fugindo de sombras e ameaças. Acordei sem ver um tiro, como se os tiros já tivessem passado e o que restara era caos e tristeza, numa distopia autocrática de abandono e botinas lambidas. Não sei o que está acontecendo. Mentira, sei sim. E você também sabe. Cuidado.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...