ANO: 24 | Nº: 6064
05/10/2018 Universo Pet

A fisioterapia como opção para cura e melhora da qualidade de vida

Foto: Divulgação

A fisioterapia pode ser uma boa opção para o tratamento dos pets. A veterinária Natascha Davids Moreira Abascal, proprietária da pet Tipo Bicho, conta que essa ciência pode ser indicada para diferentes situações. Os veterinários podem receitá-la para idosos, para ajudar a reduzir a obesidade, para problemas nas articulações e na coluna, para a melhora na qualidade de vida e em pós-operatórios, para ajudar na recuperação de fraturas, em casos de atrofia muscular e até mesmo para a cicatrização de feridas.

Natascha ressalta que nenhum tratamento deve ser feito sem o acompanhamento de um médico veterinário. Os tutores também devem ser encaminhados para a fisioterapia por meio de um profissional. A veterinária trabalha também com a fisioterapia para equinos. Ela conta que qualquer animal pode precisar do serviço.

Quando essa ciência é utilizada para lesões e problemas articulares – com o objetivo de facilitar a locomoção dos animais, em geral, é realizada uma avaliação e um protocolo de tratamento. Ao longo do tempo, o veterinário analisa a evolução e o objetivo é que o animal não precise mais do serviço.

Entretanto, há situações que podem melhorar a qualidade de vida do pet. Um exemplo são os idosos, que podem necessitar de sessões algumas sessões. constantemente. A obesidade também pode ser tratada com técnicas de fisioterapia.

Há diferentes tipos de tratamento utilizadas pelos profissionais. Na laserterapia, pode ser tratada a dor dos pets. “Ela recruta as células de defesa”, explica. O ultrassom terapêutico também ajuda nas dores, assim como na regeneração de lesões. Entretanto, não pode ser utilizado na fase aguda do problema.

O eletroestimulador ajuda quando há perda da massa muscular. Natascha explica que quando há lesão em uma pata, o animal pode acabar sobrecarregando outra, causando a atrofia.

Juntamente aos aparelhos, os pets realizam exercícios específicos, com bolas para pilates ou caminhos com obstáculos. Os alongamentos e massagens também são aliados. A veterinária lembra que algumas atividades podem ser desenvolvidas pelos tutores em casa. Mas é importante saber que, quando isso for possível, o profissional fará a orientação necessária. Uma massagem ou alongamento errados, por exemplo, pode acabar causando prejuízos ao bem-estar do animal.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...