ANO: 25 | Nº: 6335
09/10/2018 Fogo cruzado

Candidatos da região que não se elegeram totalizam mais de 50 mil votos

Foto: Reprodução/TSE

Zoinho
Zoinho
O vereador bajeense Jéferson Dutra, 48 anos, do PSC, alcançou 5.057 votos na corrida por uma cadeira na Assembleia Legislativa, liderando a disputa entre os os postulantes da região que não se elegeram para o parlamento gaúcho no pleito de domingo. Juntos, os 23 candidatos contabilizaram mais de 50 mil votos.
O líder do PSC no Legislativo bajeense, vereador Jéferson Dutra, avaliava que a vaga na Assembleia Legislativa passaria pela votação em Bagé, embora projetasse bons resultados em Passo Fundo, Palmeira das Missões e Caxias do Sul.
Para Dutra, que afirma ter percorrido 18 mil quilômetros durante a campanha, a nova legislação trouxe desafios e benefícios. “Os 45 dias prejudicam, porque temos mais de 400 municípios”, disse. “Por outro lado, a regra sobre a presença do candidato para utilização do carro de som foi positiva, porque equilibra o processo”, considera.
O ex-vereador Caio Ferreira, 54 anos, que concorreu pelo PCdoB, alcançou 3.237 votos. O policial militar pedritense Arlindo Bonete Pereira (Coronel Bonete), 69 anos, do PR, totalizou 2.518. O bajeense Ezequiel Tavares, 30 anos, que disputou pelo PSL, fez 2.276 votos.
O empresário bajeense Reginaldo Morais, 45 anos, postulante pelo Democratas, alcançou 2.231, seguido pelo farmacêutico bajeense Fernando Resner, 35 anos, do PMN, com 2.219, e pela também farmacêutica Adriane Simões Pires, 45 anos, natural de Bagé, do PR, com 2.079 votos.
Uidson Ricardo Santos dos Santos (Zoinho), 49 anos, que disputou a Prefeitura de Bagé em 2016, e concorre a uma vaga ao parlamento gaúcho pelo PROS, totalizou 692 votos. A vendedora Andriele Saraiva, 26 anos, de Dom Pedrito, que concorreu pelo PSB, alcançou 625 votos, seguida pelo agricultor Vanderlei Caldeira, 48 anos, de Bagé, do PV, com  369 votos.
O bajeense José Mieres, 47 anos, do PROS, totalizou 290 votos, seguido pelo vendedor bajeense Marcelo Viana, 43 anos, do Solidariedade, com 298; pelo empresário Otacílio Roberto Machado Soares (Pastor Otacílio), 68 anos, de Bagé, que concorreu pelo PTC, com 169, e pela professora Luiza Barão, 72 anos, natural de Lavras do Sul, que alcançou 90 votos, pelo PDT.

Câmara dos Deputados
O presidente da Câmara de Porto Alegre, vereador Valter Nagelstein, 48 anos, que é natural de Bagé, liderou a votação entre os bajeenses que não se elegeram. O emedebista totalizou 18.105 votos. O pedritense Rafael Ribeiro Bueno (pastor Rafael Bueno), 34 anos, candidato pelo PDT, alcançou 3.357 votos, seguido pela professora bajeense Rosa Barbiero, 57 anos, que é vereadora em Nonoai, e disputou pelo MDB, com 1.968.
Max Mota, 30 anos, de Bagé, concorreu pelo PSB, totalizando 1.941. A professora Carmen Santos, 52 anos, de Bagé, totalizou 1.459, pelo Avante, seguida pelo professor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Hélvio Rech, 53 anos, que disputou pelo PCdoB, com 1.065. A bajeense Lenise Cantarutti, 55 anos, candidata pelo PSD, alcançou 847 votos, ficando à frente da atendente de lanchonete Ana Lúcia Morais, 52 anos, natural de Bagé, que disputava pelo PPL, com 121 votos.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...