ANO: 25 | Nº: 6401
09/10/2018 Fogo cruzado

Eduardo Leite supera votação de Yeda em Bagé

Foto: Antônio Rocha

Tucano contou com apoio do PTB no município
Tucano contou com apoio do PTB no município
Totalizando 48,26% dos votos válidos em Bagé (29.118), Eduardo Leite superou a votação de Yeda Crusius, em 2010, registrando o melhor resultado do PSDB na corrida pelo Palácio Piratini no município, no primeiro turno. Na campanha que garantiu sua eleição, a ex-governadora tucana alcançou 30,40% dos votos válidos na Rainha da Fronteira (19.987). Em 2010, na disputa pela reeleição, Yeda totalizou apenas 15,48% (10.156).
O presidente do PSDB em Bagé, Fábio Laud, destaca que o diretório municipal ainda não se reuniu para avaliar o resultado do primeiro turno. Com relação ao desempenho do Eduardo no comparativo com Yeda, Laud destaca que as votações expressam ‘momentos distintos’. “Na eleição da Yeda, o PT não estava tão desgastado e o candidato a reeleição, Germano Rigotto, era um nome forte. Então houve uma divisão de votos entre três fortes candidaturas, diminuindo a votação da Yeda. Já o Eduardo representa uma candidatura nova no cenário estadual, atendendo um forte apelo do eleitor na renovação que assistimos nessa eleição no cenário nacional”, avalia.
Para Laud, além de jovem (33 anos de idade), Eduardo ‘já reúne experiência administrativa exitosa, conforme comprovada aprovação de sua gestão frente a prefeitura de Pelotas, reelegendo com folga sua sucessora a também jovem prefeita Paula Mascarenhas, que dá mesma forma está fazendo uma grande gestão naquela prefeitura’. “Eduardo Leite foi se preparar em Gestão Pública nas melhores faculdades do exterior, exatamente para enfrentar com conteúdo o desafio da eleição pro governo do Estado. Nós, em Bagé, apostamos e muito nessa nova liderança tucana, não só como vitorioso no segundo turno da eleição, como quando assumir o Estado, para realizar uma gestão administrativa com grandes benefícios”, pontua.
O presidente do PSDB afirma, ainda, que ‘o positivo desempenho do Eduardo Leite também se deve ao apoio político do prefeito Divaldo Lara em Bagé, onde da mesma forma goza de grande aprovação. “E no segundo turno reforçará ainda mais a campanha do Eduardo, visto também o vice (Delegado Ranolfo) ser do partido do prefeito (PTB)”, reforça.

Resultados
Miguel Rossetto, do PT, totalizou 22,93% (13.836) dos votos válidos, em Bagé, no pleito de domingo, superando o candidato à reeleição, José Ivo Sartori, do MDB, que vai disputar o segundo turno com Eduardo Leite. Sartori contabilizou 17,65% dos votos válidos (10.647) na cidade.
Jairo Jorge, do PDT, alcançou 7,87% dos votos válidos (4.747) no município. Mateus Bandeira, do Partido Novo, alcançou 2,40% (1.449); Roberto Robaina, do PSOL, totalizou 0,74% (448 votos); enquanto Júlio Flores, do PSTU, alcançou 0,15% (93).

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...