ANO: 24 | Nº: 6104
10/10/2018 Cidade

Chuva forte causa alagamentos em residências próximas à obra do Anel Rodoviário

Foto: Divulgação

Com a falta de escoamento, água acabou invadindo as residências
Com a falta de escoamento, água acabou invadindo as residências
Em poucas horas, os 50 milímetros de chuva que caíram na Rainha da Fronteira foram suficientes para causar muitos estragos em diversas zonas da cidade. Foram registrados alagamentos em bairros como Floresta, Stand e Santa Cecília.

A água invadiu a casa de Gladis Marques Leite pouco antes das 8h, no momento mais forte do temporal. Até a metade da manhã, ela e a família retiravam, com vassouras e baldes, a água com altura suficiente para bater no meio da canela dos moradores, danificando mobília e eletrodomésticos da casa. "Atingiu os móveis, tudo, até a geladeira que nem sei se vai voltar a funcionar porque eu não liguei mais. Só não danificou os colchões", relata.

A mesma cena se repetiu em, pelo menos, quatro casas vizinhas na rua Otávio dos Santos, no bairro Flores. Também foram registrados alagamentos em pontos isolados do bairro Stand, Camilo Gomes, Mingote Paiva, Pedra Branca e Santa Cecília. Gladis acredita que a falta de um escoamento adequado para a chuva, após a inauguração do Anel Rodoviário, foi o causador da invasão da água às residências.

O secretário de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Ronaldo Hoesel, disse que a intensidade da chuva em poucas horas foi a principal responsável pelos alagamentos, mas comentou que em alguns pontos do Anel Rodoviário foram encontrados problemas no escoamento pluvial. A altura de algumas casas, abaixo do nível da rua, também foi apontada por Hoesel como fator agravante.

Durante a manhã, sete equipes da secretaria, além do Departamento de Água, Arroios e Esgotos (Daeb) e Defesa Civil, trabalharam em força-tarefa em diferentes frentes. "Recebemos mais de vinte ligações sobre alagamentos e acompanhamos algumas situações que vimos através das redes sociais e atendemos os casos de maior urgência com prioridade", conta.

Os pontos mais críticos registrados ontem e também a estrutura de escoamento pluvial da obra do Anel Rodoviário, recentemente inaugurada, serão reavaliados pela secretaria. "Vamos analisar essas situações caso a caso e ver o que podemos fazer para solucionar", afirma.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...