ANO: 24 | Nº: 6064
10/10/2018 Editorial

Tradição centenária

Hoje, de forma oficial, tem início um dos eventos mais tradicionais e significativos da Rainha da Fronteira. A Expofeira de Bagé, que chega à sua 106ª edição, já consolidada do calendário local, neste ano, apresenta algumas inovações, numa espécie de atualização, medida necessária para se adequar à realidade contemporânea.
Muito além das provas campeiras e a avaliação de animais, cuja genética obtida e produzida na Campanha gaúcha desponta como uma das principais desenvolvidas no País, o evento, em 2018, abre suas portas para um público particular. Sim, as atrações artísticas propostas, se de um lado fogem do comum, por outro, devem atrair um novo e estimulado público ao Parque Visconde de Ribeiro Magalhães. Com foco especial nos jovens, tal medida, a médio ou longo prazo, pode gerar novas expectativas de futuro para a Expofeira, inserindo-a, em definitivo, como um dos principais eventos da Metade Sul.
Um destaque especial, como revela publicações presentes nesta edição, são a inserção de produtos que vêm ganhando cada vez mais espaço com o público, em especial a gastronomia e as cervejas artesanais. Assim, de sua forma, a Expofeira também amplia sua gama de ações para estímulo da economia local, além do setor primário, seu norte principal.
De qualquer maneira, entre hoje e domingo, os caminhos levam ao Parque da Associação e Sindicato Rural. E não apenas pela tradição mais que centenária do evento, mas pela sua modernização.

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...