ANO: 26 | Nº: 6526
18/10/2018 Fogo cruzado

Eleitores podem ser identificados por biometria sem ter feito recadastramento

Foto: Felipe Valduga

Situação abrange eleitorado de Bagé
Situação abrange eleitorado de Bagé
Mais de 4,9 milhões de eleitores gaúchos foram identificados por meio das digitais no primeiro turno das eleições. O procedimento foi concluído em 426 dos 497 municípios do Rio Grande do Sul, o que inclui Aceguá, Candiota e Hulha Negra. Em apenas 71 municípios, o processo ainda está em andamento ou ainda não tem calendário definido. Nestas cidades, entretanto, eleitores que ainda não realizaram o recadastramento podem ser identificados pelo sistema biométrico.
A situação abrange Bagé, onde 14.998 eleitores (16,28%) já formalizaram o cadastramento por biometria na Justiça Eleitoral. Uma parcela de eleitores que não realizou o recadastramento foi identificada por conta de uma parceria entre o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) e o Instituto-Geral de Perícias (IGP), órgão do Estado responsável pelo cadastro das Carteiras de Identidade.
De acordo com o TRE-RS, dados biométricos (que possibilita a identificação pelas impressões digitais) de 1.428.211 eleitores que ainda não haviam realizado o recadastramento foram importados do IGP. Nesses casos, a urna solicitou a identificação pelas digitais no dia da votação no primeiro turno. O restante (1.935.308 de eleitores) foi reconhecido da maneira convencional, ou seja, com a apresentação de documento de identidade oficial com foto. A identificação de parte do eleitorado por meio das biometrias importadas do IGP também funcionará no segundo turno do pleito.
O TRE-RS alerta que o eleitor não deve se surpreender caso o mesário peça para que coloque sua digital no microterminal, mesmo que ainda não tenha feito seu recadastramento biométrico. No entanto, esses cidadãos ainda deverão comparecer à Justiça Eleitoral no período em que forem realizadas as revisões biométricas em seus municípios. O convênio com o IGP, ainda de acordo com o TRE-RS, deve acelerar o cadastramento biométrico do eleitorado, gerando economia.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...