ANO: 25 | Nº: 6260
18/10/2018 Cidade

Estado assina contrato para reformas na Escola Senador Getúlio Vargas

Foto: Augustho Soares/Especial JM

Obra está prevista para iniciar no dia 24 de outubro
Obra está prevista para iniciar no dia 24 de outubro
O contrato para reforma da Escola Estadual de Ensino Fundamental Senador Getúlio Vargas, localizada no bairro São Judas, foi assinado, ontem, por autoridades do governo estadual, da instituição de ensino e da empresa responsável pela obra. A atividade aconteceu durante a manhã, nas dependências da escola. A obra deve ter seu início no dia 24 de outubro e tem prazo para execução de três meses.

Com investimento de R$ 115.802,22, o projeto prevê a execução de reforma no refeitório, implantação de laboratório de ciências e reparos nas salas dos professores e da supervisão da escola.

Segundo o fiscal da obra, Rafael Damiani, arquiteto da 13ª Coordenadoria Regional de Obras Públicas (13ª Crop), a reforma será iniciada pelas adaptações no refeitório, onde a estrutura, feita inteiramente de madeira, será substituída por alvenaria.

De acordo com a diretora da escola, Márcia Godinho, além da reforma no refeitório, outras prioridades serão as adaptações em antigas salas de aula, para a instalação de um laboratório de ciências e biblioteca. "Nós já temos a estrutura para isso, temos salas que desde 2015 estão ociosas, porque não oferecemos mais pré-escola, já que virou uma responsabilidade do município", explica.

A diretora destaca que, após estas reformas, a escola, que hoje conta com cerca de 220 estudantes, do 1º ao 7º ano do Ensino Fundamental, terá condições de ofertar aulas até o 9º ano. "É uma demanda antiga, que, agora, com o laboratório de ciências e a biblioteca, poderemos oferecer à nossa comunidade", afirma.

Para o coordenador adjunto da 13ª Coordenadoria Regional de Educação (13ª CRE), Carlos Augusto Bittencurt de Souza, além de melhorar a estrutura escolar, a empreitada, assim como outras conquistadas, através do programa Autonomia Financeira, são responsáveis por qualificar o ensino na região. "Elas melhoram a qualidade do ensino, tanto por incentivarem os alunos a estudar, quanto por dar melhor estrutura aos professores", declara.

A Escola Senador Getúlio Vargas não recebia recursos do Estado desde 2012, quando foi feita a reforma emergencial nos banheiros. Após isto, as melhorias no prédio, de 57 anos, foram conquistadas através de campanhas e contribuições da comunidade escolar.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...