ANO: 26 | Nº: 6528
20/10/2018 Cidade

Bioma em foto

Foto: Maiara de Sousa Martin/ReproduçãoJM

O exemplar da foto foi fotografado pela bióloga Maiara de Sousa Martin, formada pelo curso de Ciências Biológicas da Urcamp.
O exemplar da foto foi fotografado pela bióloga Maiara de Sousa Martin, formada pelo curso de Ciências Biológicas da Urcamp.
O Graxaim-do-campo (Lycalopex gymnocercus) ou zorro/sorro é um mamífero bem conhecido no Pampa Riograndense, ocorrendo também no Paraguai, Bolívia, Uruguai e Argentina. Possui coloração cinza-amarelada, com patas longas e finas, apresentando orelhas grandes em relação ao tamanho do corpo. São onívoros, alimentando-se de pequenos vertebrados, invertebrados e frutas. São, equivocadamente, considerados predadores de animais domésticos e por isso são caçados. Possuem preferência por viver em áreas abertas e são mais ativos durante a noite. Geralmente, durante o dia, vivem escondidos em tocas, fendas e ocos de árvores. São animais solitários, encontrando-se aos pares na época da reprodução. Tem boa adaptação com a interferência humana no ambiente, porém a transformação do habitat em áreas agrícolas é a principal ameaça a sua conservação. Por apresentarem essa adaptação frente a mudanças no habitat, alguns encontros com humanos são corriqueiros, e, geralmente, terminam de forma trágica para o animal, seja por motivo de precaução ou medo.
Para saber mais sobre essa ou outras espécies da flora e fauna do Bioma Pampa, entre em contato com o curso de Ciências Biológicas da Urcamp, pelo telefone 3242-8244, ramal 212.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...