ANO: 25 | Nº: 6335
20/10/2018 Cidade

Vila Vicentina realiza atividades para pagamento do 13º salário

Foto: Tiago Rolim de Moura

Instituição prepara série de eventos para angariar verbas
Instituição prepara série de eventos para angariar verbas

Com uma folha de pagamento R$43 mil mensais, a Vila Vicentina, que abriga 51 idosas, passa por dificuldades para pagar 13º dos 37 funcionários. Para isso, irá realizar uma série de atividades e eventos para angariar fundos. Neste domingo, será realizado um almoço beneficente e uma víspora crioula, na sede do Grupo de Artes Nativas Campo Aberto, a partir das 12h. Na ocasião, será servido risoto e salada no valor de R$ 15. Os convites podem ser adquiridos no local ou na sede da entidade.

De acordo com uma das administradoras da casa de acolhimento, Fabiana dos Santos Balsamo, o evento conta com o apoio da invernada adulta do Campo Aberto, responsável por elaborar a refeição. Além disso, após o almoço, será realizada a víspora crioula, com o valor da cartela de R$ 3 uma e R$ 5 duas. "Todo o material para o almoço e visporá foi doado por voluntários", disse.

Além desses eventos, a Vila Vicentina fará um pedágio, no dia 7 de novembro, e, no dia 9 de novembro, um baile ocorrerá das 15h às 18h para os idosos. Já no dia 15, acontecerá um brique na sede do Esporte Clube Floriano. Por fim, para o dia 18, prevista a festa de Natal promovida pelos amigos da Vila Vicentina.

Conforme a gerente da instituição, Ivanosca Gonçalves Blois, todos os anos é necessário fazer empréstimo para pagar o 13º salário e encargos sociais. Ela acredita que, com esses eventos, tal medida não será necessária. "Passamos o ano inteiro pagando o banco", relata.

Fabiana conta que a instituição oferece seis refeições diárias e serviços com médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, psicólogo, assistente social, além de cuidadores 24 horas por dia. As assistidas também ganham cortes de cabelo, ginástica e terapia ocupacional. "São utilizadas 250 fraldas por turno", disse.

Cerca de 85% das idosas pagam R$ 954 por mês e a instituição vive do aluguel dos prédios. A Vila Vicentina não recebe nenhuma verba do governo e conta com o apoio da população e clubes de serviço para sua manutenção.

Deixe seu comentário abaixo

Em tempo real

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...