ANO: 25 | Nº: 6489
25/10/2018 PAUTA ESPECIAL - Curso de Jornalismo

CineCongrega busca instigar prática do cineclubismo

Foto: Marcelo Rodriguez Barboza/ Especial JM

Segundo o coordenador, a atividade busca contribuir cultural e historicamente
Segundo o coordenador, a atividade busca contribuir cultural e historicamente

Por Victória Ferreira, acadêmica de Jornalismo

Com a intenção de criar discussões em torno de obras cinematográficas selecionadas, surge o CineCongrega. O projeto audiovisual é do curso de Jornalismo, desenvolvido especialmente para o Congrega Urcamp. Ele está sendo realizado durante toda a semana, dentro da programação do evento, na sala de projeção da Biblioteca Central, em Bagé.
O CineCongrega dá início à prática do cineclubismo, estimulando os participantes a assistir, discutir e refletir sobre o cinema. Durante as sessões desta edição, estão sendo exibidos documentários e peças audiovisuais feitas pelos alunos do curso.
De acordo com o coordenador da atividade e também coordenador do curso de Jornalismo, professor Glauber Pereira, o objetivo é debater a história, origem, ideia e execução do cinema, praticando com os cinejornais e desenvolvendo um processo de discussão cinematográfica. "Muitas vezes, as pessoas não têm o hábito de assistir uma obra e interpretar, percebendo todo o volume de linguagens e de mensagens que oferece, e é o que nós fazemos no projeto", destaca Pereira.
Além disso, o CineCongrega é também o pontapé inicial para a criação de um projeto de extensão com direito a bolsas. Sendo, possivelmente, aprovado no início de 2019, o objetivo do grupo será manter o cineclubismo ativo ao longo do ano, contando com a presença da comunidade e de especialistas nos temas escolhidos e, a partir dos debates, produzir artigos acadêmicos. Pereira explica que essas atividades se dão a partir do projeto chamado Urcamp Documenta, que ampara os cinejornais e a produção de documentários ao longo dos semestres, totalizando 12 documentários produzidos por acadêmicos de Jornalismo, até o momento. "Isso também é registro histórico, porque não é só questão de ter um tema relevante para a sociedade, mas também ter um fato que precisa ser registrado”, conta, agregando que “escrever no jornal todo o dia é fazer história, então é papel também no audiovisual gerar registros históricos que se tornam patrimônio cultural”.
O coordenador destaca que com a junção dessas atividades se pode contribuir cultural e historicamente e de maneira informativa. “Nós estaremos gerando massa crítica, realizadores e público para o cinema, contribuindo para a formação de um cidadão melhor”, ressalta Pereira.
O CineCongrega segue em andamento na Biblioteca Central da Urcamp, em Bagé, até amanhã, sexta-feira. Hoje, dia 25, às 14h30min, será exibido o documentário "Bravo Brasil", que recebeu menção honrosa do júri popular no Festival Internacional de Cinema da Fronteira de 2016. Já na sexta-feira, 26, também às 14h30min, a obra a ser exibida é "Obrigado por vir”, um documentário sobre depressão e suicídio na juventude.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...