ANO: 25 | Nº: 6330
26/10/2018 Segurança

Operação Sentinela das Palmas é desencadeada após investigação de tortura e furto

Foto: Divulgação

Ação foi realizada na manhã de ontem
Ação foi realizada na manhã de ontem
A equipe de investigação da Segunda Delegacia de Polícia Civil desencadeou, na manhã de ontem, a operação Sentinela das Palmas. O objetivo, segundo divulgado, foi pacificar conflitos entre moradores da localidade e recuperar o celular de uma vítima de tortura. Galvão Santana Legell e João Nadir de Oliveira Martins foram presos por posse irregular de arma de fogo durante as apurações.

Segundo os agentes, no dia 10 de setembro de 2018, os envolvidos, alvos da operação, invadiram uma propriedade nas Palmas, interior de Bagé. Na ocasião, torturaram a vítima, um homem, e, na sequência, furtaram seu telefone celular.

Os policiais civis destacaram que, durante a tortura, a vítima teve diversas escoriações no corpo, fraturas no maxilar e ficou mais de 30 dias internada no pronto-socorro da Santa Casa de Bagé, devido aos ferimentos.

Durante a operação, os dois acusados foram presos em flagrante pelo delito de posse irregular de arma de fogo de calibre permitido. Foram apreendidas, ainda, três espingardas, munições e aparelhos celulares.

Após a prisão, os acusados foram levados à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e conduzidos ao Presídio Regional de Bagé (PRB). A ação teve apoio da Delegacia de Polícia Regional, Primeira Delegacia de Polícia, Delegacia de Candiota e da Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab).

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...