ANO: 25 | Nº: 6334
29/10/2018 PAUTA ESPECIAL - Curso de Jornalismo

Congrega 2018: o olhar dos futuros jornalistas

Foto: Glauber Pereira

Acadêmicos de todos os semestres uniram-se em uma grande cobertura
Acadêmicos de todos os semestres uniram-se em uma grande cobertura
Por Victória Ferreira, acadêmica de Jornalismo

Passado o Congrega 2018, o que fica entre os acadêmicos do curso de Jornalismo é o sentimento de dever cumprido. A cobertura completa do evento reuniu o melhor do curso: trabalho em equipe. Os alunos de todos os semestres se uniram como uma só turma para abranger jornalisticamente todas as frentes de divulgação, tanto as redes sociais, o rádio, o jornal, quanto o telejornalismo. Tudo isso enquanto atendiam o estande do curso na Feira das Profissões.

Durante os dias de evento, dificilmente não se via algum acadêmico com um crachá colorido, que dizia "Imprensa", perambulando pelos corredores do campus central da Urcamp, em Bagé. A câmera a tiracolo, o gravador e o celular em mãos e os olhos nervosos procurando a próxima entrevista. Essas eram as características dos futuros jornalistas vivenciando a real experiência dentro de um evento de grande porte.

Reunida na Sala de Imprensa, também apelidada carinhosamente como QG, a equipe recebeu a gratidão e os elogios da reitora da Urcamp e presidente da Fundação Attila Taborda, professora Lia Quintana. "O trabalho que vocês mostraram, fazendo um jornalismo de qualidade, dominando a área de vocês foi excelente", destacou a reitora. "Desejo sucesso a todos vocês e tenham a certeza de que terão êxito nessa profissão que escolheram", concluiu.

O envolvimento direto dos alunos no Congrega começou em 2006, em São Gabriel. Para o coordenador do curso de Jornalismo, professor Glauber Pereira, o resultado é gratificante. "É sempre uma das grandes realizações que temos e se transformou em um grande projeto de extensão. É, talvez, o único curso que tem todos os alunos envolvidos em alguma função ", afirma Pereira. Todo o trabalho foi capitaneado pela Assessoria de Comunicação da Urcamp e supervisado pelos professores.

Rádio e redes sociais

Lucas Rohan foi o professor responsável pela supervisão do trabalho nas redes sociais e no rádio. "Para muitos essa foi a primeira grande experiência, por isso o que fica do Congrega, além do sentido acadêmico, é o aproveitamento dos alunos na prática jornalística. E isso é muito importante", destaca o professor. Suas equipes alimentaram as redes sociais da Urcamp durante o evento e elaboraram boletins para seis rádios da região, além de entradas ao vivo para a Rádio Cultura e a Clube FM, ambas de Bagé.

Willian Rodrigues, formando do curso, fez parte da equipe encarregada das redes sociais. Para ele foi visível a vontade de todos de fazer um trabalho bem feito. "Essa oportunidade fez com que eu visse uma ferramenta de lazer como também algo para uso profissional", conta. Já para Samuel Nunes, acadêmico do quarto semestre, participar da cobertura de radiojornalismo foi importante para descobrir pontos de melhoria. "A experiência de aprendizado foi incrível e nos possibilita o preparo para o mercado de trabalho", destacou.

Televisão

A cobertura telejornalística ficou sob a supervisão da professora Roberta Mércio e da turma do quarto semestre. "O projeto foi inédito, o desafio era produzir oito reportagens, todas feitas no mesmo dia de veiculação", ressalta Roberta, que avaliou como excelente o trabalho desenvolvido. A acadêmica Vitória Severo conta que graças a essa experiência descobriu a sua área de interesse. "Foi uma experiência maravilhosa, pois me deu certeza que minha paixão dentro do curso é o telejornalismo", disse.

Jornal impresso

A professora Cristiane Pereira foi a supervisora das duas páginas diárias para o Jornal MINUANO. Para ela, essa parceria com o jornal é fundamental. "Foi um trabalho completo, feito exclusivamente por eles e elogiado por toda a organização", comenta. Marcelo Rodriguez, acadêmico do sexto semestre e editor do conteúdo produzido, diz que foi importante a confiança dos professores e da Urcamp. "Foi incrível terem aberto todos os caminhos para que pudéssemos aprender fazendo uma experiência realmente única", afirmou.

Feira das Profissões

Ao mesmo tempo em que cobriam os acontecimentos, alunos e professores também divulgavam o curso. A professora Graciela Freitas foi uma das que recepcionou os visitantes no estande da Feira das Profissões. "Participar dessa equipe foi fantástico, ver todos dando o melhor de si... O resultado foi muito além do que nós imaginávamos", avaliou. A aluna Nadine Posqui, do sexto semestre, analisou que "é muito bom poder ajudar os alunos que visitam a Feira a, quem sabe, decidir o que eles querem pro futuro".

O fim

Ao acabar a exibição do vídeo de encerramento, os olhos marejados pelo orgulho de mais um evento realizado com sucesso. A professora Elisabeth Drumm, pró-reitora de Inovação, Pós-graduação, Pesquisa e Extensão e também coordenadora do Congrega 2018, diz que o papel do curso de Jornalismo é essencial na Urcamp. "O Congrega é um espaço de formação e a cobertura conseguiu deixar o evento ainda mais marcante", afirmou.

Já para a professora Virgínia Dreux, pró-reitora de ensino e coordenadora da Feira das Profissões, a cobertura foi uma das melhores que a Urcamp já teve. "Fazia tempo que nós não tínhamos um evento com uma cobertura jornalística tão competente", relembra a professora. Para fechar, o coordenador Glauber Pereira disse esperar que a prática sirva para o futuro profissional dos alunos e adiantou: "tem mais coisa aí pela frente".

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...