ANO: 25 | Nº: 6353
31/10/2018 Cidade

Ministério da Integração inclui barragem da Arvorezinha no orçamento da União

Foto: Divulgação

Volmir Silveira, Marcelo Borges e Divaldo Lara, durante reunião, em Brasília
Volmir Silveira, Marcelo Borges e Divaldo Lara, durante reunião, em Brasília
A inclusão do projeto da barragem da Arvorezinha no orçamento da União para 2019 foi confirmado ao prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, por representantes do Ministério da Integração, ontem, durante agenda em Brasília. “Conseguimos a inscrição do valor restante para a obra”, comemorou o petebista.
O chefe do Executivo, acompanhado do diretor do Departamento de Águas, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb), Volmir Silveira, e do coordenador de captação de recursos, Márcio Pestana, tratou a inscrição do projeto da barragem da Arvorezinha, na ordem de R$ 38 milhões, para a retomada da obra, com o diretor de obras hídricas, Marcelo Borges.
Segundo Lara, o projeto teve a garantia do Ministério e busca espaço dentro do projeto de lei orçamentária do próximo ano. “É o sonho da nossa comunidade dar mais um grande passo em direção à concretização dessa tão importante obra. Esta grande construção deve ser licitada em meados de janeiro de 2019, com o plano de trabalho de 14 meses para execução. Estamos desenvolvendo ações, articulando e construindo alianças necessárias para o benefício da nossa cidade”, afirma Lara, que comenta ainda que, nesta agenda, realizou a entrega do plano de trabalho para a parametrização da adutora que dá um indicativo do investimento necessário para a segunda fase da obra.
O Daeb lançou, recentemente, um edital da concorrência pública que visa contratar a empresa responsável pela consultoria técnica para o licenciamento ambiental da obra da barragem da Arvorezinha. O certame será realizado no dia 3 de dezembro. A empresa vencedora da licitação terá 120 dias para desenvolver o trabalho. Quando as revisões do Projeto Básico Ambiental (PBA) e Projeto Executivo já estiverem concluídas e entregues ao Ministério da Integração Nacional, a autarquia poderá retomar obra.


Saneamento
Desde segunda-feira, Divaldo cumpre agenda na capital federal. Entre os compromissos agendados, o gestor esteve no Ministério das Cidades, junto à Secretaria Nacional do Saneamento Ambiental, onde foi recebido pela diretora de repasses a projetos de saneamento, Michelli Takahara, e o gerente de projetos substituto, Gilson Pires da Silva, onde tratou da ampliação do prazo das obras de saneamento.
O contrato de repasse do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em vigor desde 2007, teve execução insignificante, de acordo com a prefeitura, no período de 10 anos, porém há um ano e meio a atual gestão retomou a obra, com foco na conclusão das travessias e na construção da estação de bombeamento para que a estação de tratamento tenha funcionalidade. “Cumprimos mais uma importante agenda que colocará a cidade com os melhores índices de saneamento do Estado, ou seja, dos 80% do esgoto coletado no município, teremos aproximadamente 60% tratado”, projeta.
O prazo de conclusão da obra também é avaliado de maneira positiva. “Mais um contrato de repasse que a nossa administração herdou. Esta importante obra estava há mais de uma década com seu contrato assinado e concluirá em tempo recorde, pois estamos executando em menos de um ano e meio, tudo o que a gestão passada não realizou em 10 anos”, comenta o prefeito.


Agenda
O roteiro da comitiva bajeense em Brasília iniciou na segunda-feira, quando, acompanhado do coordenador de captação de recursos, Márcio Pestana, Divaldo esteve reunido com o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento para a Educação (FNDE), Silvio Pinheiro.
Segundo ele, para apresentar e credenciar propostas junto ao Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle (Simec). “Demandas como Proinfância, transporte escolar entre outras necessidades da pasta de educação foram encaminhadas. Totalizamos cerca de R$10 milhões em projetos para investimentos na nossa cidade”, ressalta.
Os compromissos na capital incluem encontros com ministros e deputados da bancada gaúcha. Divaldo também pode se reunir com integrantes do novo governo. O prefeito articulava agenda, para hoje, com o deputado federal Onyx Lorenzoni, do DEM, futuro ministro da Casa Civil. Lorenzoni tem uma relação estreita com o governo municipal. O parlamentar também é amigo pessoal do líder do governo na Câmara, vereador Graciano Aristimuinha, do DEM.
A barragem da Arvorezinha, obra que pode receber emendas parlamentares, deve integrar a agenda com Lorenzoni. “Nos mobilizamos com o propósito de somar esforços para que nos próximos dois anos possamos angariar ainda mais recursos, conquistar mais investimentos para nossa cidade e região, trabalhando pautas para o desenvolvimento e progresso de Bagé”, destaca Divaldo, ao falar sobre as reuniões em Brasília.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...