ANO: 25 | Nº: 6306
01/11/2018 Cidade

Após acidente, município instala sinalização em cruzamento próximo a Praça das Carretas

Foto: Antônio Rocha

Demarcação vertical foi colocada na tarde de ontem
Demarcação vertical foi colocada na tarde de ontem
A Secretaria de Segurança e Mobilidade (SSM) iniciou, ontem, um trabalho de melhorias da sinalização no cruzamento das ruas Senador Salgado Filho e Tiradentes, próximo a Praça das Carretas. A atividade, com instalação de demarcação vertical, foi impulsionada após um acidente, registrado na tarde de segunda-feira, envolvendo uma van e uma motocicleta. De acordo com testemunhas, a colisão teria sido causada devido ao fato do condutor da van, com placas de Esteio, não avistar a motocicleta, que trafegava na preferencial.

Segundo o chefe de gabinete da SSM, Éverton Kaupe, a intenção da pasta é colocar passarelas elevadas antes do cruzamento, em cada via da rua Tiradentes, além de trocar o lugar da placa de sinalização, localizada, atualmente, próximo a um ponto de ônibus. Kaupe destaca que a instalação das lombadas será prioridade após a transferência da usina de asfalto do município ser concluída. "A demanda já está com a prefeitura, tivemos acidentes contínuos aqui e acreditamos que é preciso fazer algo quanto a isso. Enquanto não temos condições de instalar as lombadas, colocamos essa demarcação vertical", declara.

O proprietário de uma farmácia localizada próximo ao local do acidente, Luciano Zanini, conta que as melhorias na sinalização já são demanda antiga de moradores e comerciantes da região. Ele destaca que, em 14 anos, já presenciou inúmeros acidentes no trecho, o que motivou a comunidade local a realizar reivindicações para o poder público. "Já falamos sobre essa situação, tanto para esta quanto para outras administrações, também já falamos com vereadores. Parece que só vão resolver isso quando morrer um aqui", desabafa.

O dono de uma estofaria próxima, Davi Dias, revela que também já entrou em contato com autoridades pedindo a colocação de quebra-molas no local, mas, até então, nada havia sido feito. "A situação é crítica. Em 30 anos, já vi vários acidentes. Os motoristas não conseguem ver a placa atrás do ponto de ônibus e não param a tempo", comenta.

Segundo repassado à reportagem, a motociclista, vítima do acidente, foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o pronto-socorro e já recebeu alta. Ela sofreu ferimentos no rosto, cabeça e pernas.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...