ANO: 25 | Nº: 6255
02/11/2018 Segurança

Operação em Pinheiro Machado apreende, aproximadamente, uma tonelada de carne

Foto: Divulgação

A Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab/Bagé), sob coordenação dos delegados André Mendes e Cristiano Ritta, deflagrou, quinta-feira, em Pinheiro Machado, a Operação Clandestinos. A ação policial foi decorrente de uma investigação que apurava inúmeras denúncias dando conta de que estabelecimentos comerciais no município estariam vendendo carne sem procedência e oriunda de abatedouros clandestinos.

Segundo os agentes, os animais seriam abatidos sem as mínimas condições de higiene e a carne era disponibilizada para venda no comércio local. Diante dos fatos, a Decrab representou por mandados de busca e apreensão nos estabelecimentos investigados.

Foram cumpridos, segundo divulgado, sete mandados de busca e apreensão. Cinco pessoas foram presas em flagrante e cerca de uma tonelada de carne sem procedência e imprópria para o consumo humano foi apreendida, além de grande quantidade de produtos vencidos e que estavam disponibilizados para venda nas prateleiras dos mercados, alguns com validade superada há mais de dois anos.

Entre os produtos com prazo de validade vencido, os policiais destacam alguns como maionese, banha de porco, doces infantis, linguiças, sucos, farinha de trigo, enlatados, biscoitos, erva-mate, entre outros que, se consumidos pela população, poderiam causar grandes prejuízos à saúde.

Em um dos locais, conforme revelado pela polícia, agentes encontraram um revólver calibre 38 com numeração raspada e municiado. Após o registro de ocorrência na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), os envolvidos foram encaminhados ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

 

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...