ANO: 25 | Nº: 6256
02/11/2018 Campo e Negócios

Palestra, em Bagé, trata sobre tecnologia na pecuária

Foto: Divulgação/NPTC

Barcellos abordou inovações à disposição da criação
Barcellos abordou inovações à disposição da criação

O Núcleo de Produtores de Terneiros de Corte (NPTC), em parceria com a Azevedo Bento, promoveu, na quarta-feira, uma palestra com o professor Júlio Barcellos, que abordou o tema Inovações Tecnológicas à Disposição da Cria. Dentro de vários temas abordados, o profissional argumentou que a produtividade e a qualidade foram exemplos na última Feira de Primavera, realizada na data, ao obter liquidez e bons preços.
"A qualidade não é tão difícil de alcançar, é necessário produzir mais", salientou. Ele destacou que o gado de cria tem que produzir mais, sempre respeitando os custos e valor do produto e que o custo se assemelha no que tem e no que não tem qualidade. "O custo de produção é o mesmo para produzir bom e ruim. Resta ao produtor decidir por onde utilizar a aplicação de recursos no aspecto prático das tecnologias", frisou.
Em sua fala, aos produtores locais, também fez recomendações. "O melhoramento tecnológico é necessário para a evolução da bovinocultura de corte, porém, não é suficiente se o pecuarista não for um bom administrador de sua estância", atestou.
Barcellos, que é médico veterinário com PHD, explanou, ainda, sobre alguns dados técnicos que comprovam a eficiência das inovações tecnológicas à disposição da cria de bovinos de corte. Ele explicou sua visão de mercado dizendo que "as perspectivas decorrentes do resultado eleitoral, com uma política econômica mais otimista e liberal, uma eventual abertura de exportação de gado em pé, o aumento da demanda desencadeada nos dois últimos meses do ano e o final do ciclo das pastagens de inverno/primavera deverão desencadear uma reação positiva nos preços".

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...