ANO: 25 | Nº: 6439
10/11/2018 Cidade

Dia de lançamentos da Feira do Livro de Bagé terá 28 obras

Foto: Divulgação

Botelho afirma que evento preserva a tradição literária na cidade
Botelho afirma que evento preserva a tradição literária na cidade
A 21ª edição da Feira do Livro de Bagé chega a seu fim neste fim de semana. Antes disso, porém, neste sábado, a partir das 19h30min, o evento sediará lançamentos e relançamentos de um total de 28 obras literárias escritas por autores de vários lugares, idades e de diferentes áreas de estudo.

Para o escritor e tradutor José Francisco Botelho, patrono da Feira deste ano, a noite de lançamentos é uma ação perpétua à cultura de Bagé, permitindo a integração do público com escritores locais e de outros lugares, como Leonardo Antunes, de Porto Alegre, que vai relançar a versão traduzida de Édipo Tirano. Botelho destaca que a Rainha da Fronteira tem uma forte tradição literária, a qual, segundo ele, só tende a crescer enquanto o município tiver a Feira do Livro em sua programação anual.

O patrono pretendia lançar, no evento, seu próximo volume de contos, intitulado "Cavalos de Cronos". No entanto, devido a atrasos na gráfica, o autor relançará seu trabalho anterior, "A árvore que falava aramaico", indicado ao Prêmio Açorianos em 2012.

A professora e pesquisadora Clarisse Ismério, coordenadora do curso de História da Urcamp, fará o lançamento da segunda edição do livro "Mulher: a moral e o imaginário". A obra, feita a partir de sua dissertação de mestrado, reflete sobre a figura da mulher e seu o achatamento cultural, no Rio Grande do Sul, enquanto 'rainha do lar' e 'guardiã da moral', junto a aquilo que as gaúchas fizeram para 'sair destas amarras'.

Clarisse salienta que o livro não é o texto antigo, mas, sim, uma segunda edição ampliada da obra lançada em 1995, a qual foi esgotada em um ano. Sobre seus motivos para lançar o livro em Bagé, a autora declara que o evento "é uma oportunidade de estar próxima de outros escritores locais e fazer uma reflexão maior com o público da região".

O escritor Eliéser Moura, patrono da Feira do Livro do ano passado, lançará o segundo volume da coletânea "Confinados Externados", feita em parceria com escritores bajeenses de diferentes idades e graus de instrução. Para ele, o segundo volume reforça a coletividade do primeiro, somaram novos escritores ao projeto. "Decidi lançar o segundo volume na Feira do Livro de Bagé, pois foi aqui que a ideia foi embrionada no ano passado, quando fui patrono e pude sentar e conversar com diversos escritores de diversos estágios de caminhada na literatura e foi tão positivo que dois meses depois a obra foi lançada", declara o bajeense. Moura adianta que já está pensando na criação de um volume III do livro, o qual terá um gênero específico, diferente dos seus antecessores, que foram divididos em poesias, minicontos e crônicas.

A pesquisadora Laura Ferrazza, pós-doutoranda em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), relançará a obra "Quando a arte encontra a moda". O livro, lançado em julho deste ano, analisa a obra do pintor francês Antoine Watteau, do início do século XVIII, e a relação de sua produção visual com a moda. Ela conta que a obra é resultado de sua tese de doutorado, onde foi feita uma pesquisa, envolvendo a História da Arte e a História da Moda, nos arquivos do Museu do Louvre, em Paris, na França. Quanto a seus motivos para relançar o livro em Bagé, Laura explica que considera o público da cidade interessado por temas da cultura e da história de maneira geral.

O jornalista Lucas Rohan, professor do curso de Jornalismo da Urcamp, lançará o livro "Novas Mídias, Novos Políticos". Conforme o autor, a produção teve origem de sua dissertação de mestrado em 'Novas Mídias', feita em Portugal, entre 2015 e 2017. A obra se trata de uma pesquisa sobre como os principais políticos do Brasil, Portugal, Espanha e Estados Unidos utilizam o Twitter. No total, Rohan pesquisou 40 políticos, sendo 10 para cada país. A partir desta análise, o jornalista separou os perfis analisados em dois grupos. Um, formado pelos que usam a ferramenta com destreza, interagindo, respondendo e publicando opinião. Enquanto o outro é feito por políticos que tem apenas seu perfil como forma de divulgação de conteúdo, uma extensão de sua assessoria de imprensa. Quando questionado sobre seus motivos para realizar o lançamento na Feira do Livro, Rohan afirma que o fez com o intuito de valorizar o evento local e aproveitar a época de fortes tendências políticas.

A Feira do Livro de Bagé é uma realização do Sistema Fecomércio-RS/Sesc junto à prefeitura, por meio das secretarias municipais de Cultura e Turismo (Secult) e de Educação e Formação Profissional (Smed). Até o domingo, oito livrarias e uma praça de alimentação estarão instaladas no largo do Centro Administrativo, onde, todos os dias, das 9h às 22h, estão sendo realizadas atividades literárias e culturais.

Programação Cultural

Sábado

10h (EXPOSIÇÃO/DEBATE) Painel: A Influência do Patrimônio na Arte , Cultura e Memória de Bagé
Mediadora: Heloísa Beckman
Convidados: Maria Luíza Pegas e Carmen Barros (Museu Dom Diogo de Souza e Museu da Gravura Urcamp), Adriane Alves (Ecoarte), Cláudio Lemieszek (Arquivo Público) e Margot Jardim (Compreb).
Local: palco de apresentações

15h (teatro): espetáculo: #Se Liga. Os perigos da autoexposição na internet -
Cia. Cultura nas Estradas
Local: palco de apresentações

16h – (debate): Memória e Criação: Sobre as artes de tornar-se singular
Mobilizadoras da roda: Cláudia Moscarelli Corral (Uergs), Clarice Gomes de Almeida (Unipampa e Grupo Philos Sophias), Dulce Mari da Silva Voss (Unipampa e Grupo Philos Sophias), Mirna Martinez (Uergs) e Viviane Castro Camozzato (Uergs),
Público-alvo: aberto ao público em geral
Local: palco de apresentações

17h (sala temática): Exposições de trabalhos da Unipampa
Oficinas de Produção de Biodiesel e Educação Ambiental "Uma Estratégia de Aprendizagem".
Clube da Matemática "A Matemática na Natureza, no Universo e na História".
Eficiência energética.
Local: Centro de Convívio (Centro Administrativo da Prefeitura)

19h30min - Noite de lançamentos e relançamentos
Local: palco de apresentações

21h – Homenagem ao escritor Luiz Coronel pela passagem dos seus 80 anos
Leitura do Poema "A Revolução Farroupilha", pelo escritor e patrono da feira, José Francisco Botelho.
As Canções de Luiz Coronel, com Isabela Fogaça.
Projeção do documentário "Afinal, que coronel sou eu ?", com direção de Sávio Machado.
Local: palco de apresentações

21h30min (música) show com Trio Clave
Local: Palco de apresentações

Domingo

10h (debate): Memória do campo
Mediador: José Francisco Botelho
Convidados: Eron Vaz Matos, Severino Moreira e Flávio Cantão.
Local: palco de apresentações

11h15min (apresentação): Pajada com os repentistas Nene Batista e Jorge Leal
Local: palco de apresentações

11h30min (apresentação): Invernada Mirim do CTG Campo Aberto
Local: palco de apresentações

15h (música): Fábrica de Gaiteiros
Local: palco de apresentações

16h (teatro) Espetáculo: A cigarra e a formiga - Cia. Cultura nas Estradas
Local: palco de apresentações

17h (apresentação): Apresentação de Candombe – Ponto de Cultura Pampa sem Fronteira
Local: palco de apresentações

18h: premiação Concurso de Poesia
Local: palco de apresentações

18h30 (música): show com Marcelo Muska
Local: palco de apresentações

20h (música): show com Demétrio Xavier
Local: palco de apresentações

21h30min (música): show de encerramento com a Orquestra Jovem do Pampa
Local: palco de apresentações

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...