ANO: 25 | Nº: 6357
12/11/2018 Cidade

Estudantes de escola estadual buscam qualificação para o mercado de trabalho

Foto: Antônio Rocha

A tarde de sexta-feira foi de nervosismo e primeiras experiências para estudantes da Escola Estadual José Gomes Filho. Dentro do projeto de Qualificação para o Mercado de Trabalho, promovido pela ONG Juntos na Prevenção, os participantes apresentaram o trabalho final do curso, desenvolvido junto a empresas locais.

O responsável pela organização e coordenação do curso, Rordrigo Fialho de Oliveira, explica que o projeto foi iniciado ainda neste ano, em escolas da rede estadual de ensino. “Visitamos as escolas para fazer um levantamento dos alunos em situação de vulnerabilidade social com interesse em se posicionar no mercado de trabalho e aplicamos o curso nesses locais”, destaca.

O curso é desenvolvido duas vezes por semana durante dois meses. Nos encontros, os estudantes recebem orientações sobre postura dentro do ambiente de trabalho e em uma entrevista de emprego, formatação e apresentação de currículo, além de lições de ética, marketing e empreendedorismo.

Desde a primeira aula, o curso já atendeu mais de 100 jovens. Somente na escola José Gomes Filho, participaram 25 estudantes, que foram avaliados por uma banca, quando apresentaram o trabalho final, desenvolvido junto a uma empresa da cidade. Os empresários são convidados a participar e, em alguns casos, fecham contratação com os jovens após a apresentação através do programa Jovem Aprendiz.

No caso dos estudantes Lucas Diforena e Kauiza Sampaio, ambos com 15 anos e estudantes do 1º ano do Ensino Médio, e Andriele Xavier, 17 anos, estudante do 3º ano, a empresa escolhida foi a Óptica Conquistadora Gold. No local, foram orientados sobre as atividades desempenhadas, como funciona o dia a dia do ambiente de trabalho e ficaram sabendo um pouco mais sobre a história da empresa. Foram três semanas de pesquisa e preparação para a apresentação, que contou com a presença do gerente da empresa, Luciano Luz.

Luz ressaltou a importância do projeto, tanto para os estudantes quanto para as empresas. “Hoje, percebemos que há muita procura por vagas de trabalho, mas muito despreparo das pessoas. Cursos como esse fazem toda a diferença para quem procura emprego e também para as empresas, que contam com profissionais mais capacitados”, diz. A apresentação dos trabalhos também foram motivo de orgulho para o diretor da escola, Júlio César Silveira. “Isso mostra o crescimento deles, que buscam uma postura profissional para se preparar para o mercado de trabalho”, avalia.

A próxima escola a receber o projeto será Waldemar Amoretti Machado.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...