ANO: 26 | Nº: 6494
21/11/2018 Cidade

Hulha Negra vai investir na castração de cães e gatos

A Prefeitura de Hulha Negra pretende avançar nas políticas públicas de controle populacional de cães e gatos. Para tanto, na semana passada, foi assinado um contrato de prestação de serviço de castração animal. A assinatura do documento aconteceu no gabinete do prefeito Renato Machado e contou com a presença do secretário municipal de Administração, Planejamento e Meio Ambiente, Hector Bastide.
A iniciativa, segundo o Executivo, vai garantir a castração de cachorros e gatos (machos e fêmeas) pela empresa DN Silva & Cia Ltda. A médica veterinária Débora Fabiana Nunes será a responsável pelo procedimento cirúrgico. O documento firmado tem prazo de duração de um ano, podendo, se houver acordo, ser prorrogado ou, até mesmo, ser rescindido, sem ônus para contratante e contratado. Os valores dos procedimentos variam de acordo com peso e tamanho do animal, podendo chegar a R$ 200, já com as diárias, remédios e curativos inclusos no valor.
O prefeito Renato Machado, do Progressistas, avalia que a ação é de extrema importância para controlar o crescimento populacional de cães e gatos. "Sabemos da importância do controle populacional de cães e gatos. Esse ano já distribuímos mais de 900 doses de anticoncepcional e vamos comprar mais 300 doses ainda neste ano. Entendemos que os anticoncepcionais não são a melhor solução, até por ser um método paliativo. Já a castração é definitiva", argumenta.
Machado destaca que a castração visa beneficiar animais que os proprietários possuem baixa renda. "São em torno de 10 castrações por mês. Mas salientamos que apenas as famílias que comprovarem a baixa renda serão beneficiadas. Quem tem condições de pagar a castração dos animais pode nos procurar que vamos encaminhar através da Associação Bicho Amigo com um bom desconto" disse o prefeito.
O secretário municipal de Saúde, Marco Igor Ballejo Canto, comenta que o principal objetivo, de promover a castração no município, é evitar o aumento de cães e gatos na rua, que muitas vezes sofrem e também podem aumentar o risco de contaminação por zoonoses e ataques com mordeduras. Ele destaca que a conscientização da castração é necessária, visto que é um método eficaz para o controle reprodutivo do animal. "Quem tem um animal de estimação e não quer ter ou não pode ter mais animais, seja por questões de espaço, por falta de tempo ou até mesmo por questões financeiras, deve realizar o controle reprodutivo. A castração é um método eficaz para a realização deste controle, além de evitar possíveis crias indesejadas, evita, também, doenças como câncer de próstata nos machos e câncer uterino nas fêmeas", sustenta.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...