ANO: 25 | Nº: 6377
23/11/2018 Cidade

Bajeenses adotam medidas de economia para enfrentar aumento na conta de luz

Foto: Arquivo JM

Reajuste tarifário da CEEE passa a vigorar hoje
Reajuste tarifário da CEEE passa a vigorar hoje

A partir de hoje, a tarifa cobrada pela Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) terá aumento médio de 7,35%. O reajuste foi aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na semana passada. Para minimizar o impacto no orçamento, os bajeenses adotam medidas para economizar e conseguir manter orçamento em ordem.

O aposentado Adão Marques Gonçalves, 65 anos, comenta que, em sua residência, vivem ele e sua esposa e a conta de luz é relativamente baixa, em torno de R$ 67. Porém, ele economiza o que pode desligando todos os aparelhos da tomada à noite e utilizando os aparelhos eletrônicos de forma comedida. "Se conseguir diminuir o valor será melhor", disse.

A dona de casa Carla Sandim, 37 anos, também tem algumas regras para economizar. Ela salienta que vive com o marido e dois filhos e a conta ultrapassa R$ 120, mesmo que se enquadre na tabela de baixa renda. Carla ressalta que, no inverno, a conta diminui, mas com as temperaturas quentes é necessário usar o ventilador toda a noite. Uma das medidas adotadas pela família é no uso da máquina de lavar. "Tenho um tanquinho e uma centrifuga. Como está quente, somente torço as peças. Além disso, desligamos o chuveiro e os aparelhos domésticos", destaca.

Para o empresário José Carlos Freitas, 64 anos, a conta de luz é um dos serviços que mais pesam no custo da empresa. Ele trabalha no ramo de fotografias e necessita manter os equipamentos ligados durante todo o expediente. "Procuro manter as luzes apagadas, mas, além das internas, temos as taxas de iluminação pública que são muito altas", relata.

O vice-presidente de uma rede de supermercado de Bagé, Lindonor Peruzzo Júnior, salienta que, hoje, o segundo maior custo da empresa é a energia elétrica. Para minimizar os valores, o empresário informa que está investindo em tecnologia de eficiência energética. Ele comenta que foram colocadas cortinas de ar em frente dos freezers e portas de vidro nos balcões frigoríficos que mantêm a temperatura dos equipamentos. "Também estamos contando com a colaboração da equipe para desligar luzes e computadores que não estão em uso", enfatiza.

Percentuais

Incluindo indústrias, os consumidores de alta tensão terão aumento de 5,24%. Já os de baixa tensão terão reajuste médio de 8,32%. No caso das residências, o aumento será de 8,3%. A tarifa de energia é um dos componentes da conta de luz, que tem, ainda, os tributos e a bandeira tarifária. A CEEE Distribuição atende 1,7 milhão de unidades consumidoras, abrangendo os municípios da região da Campanha. O número equivale a cerca de 4,8 milhões de pessoas ou um terço da população gaúcha.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...