ANO: 26 | Nº: 6526
23/11/2018 Universo Pet

Como cuidar do seu pet no verão

Foto: Divulgação

O verão começa apenas no dia 21 de dezembro, mas já estão sendo registradas altas temperaturas na cidade e na região. Assim como os seres humanos são afetados pelo calor, os pets também precisam de cuidados específicos nessa época do ano. A médica veterinária e professora na UrcamPaula Costa dos Santos ressalta alguns cuidados para manter o bem-estar dos amigos de quatro patas.

 Ambiente

O espaço em que os animais comem, brincam e dormem devem ser arejados e limpos, para evitar que os pets sofram algum mal-estar ou fiquem doentes. Caso os animais fiquem no quintal da casa, o tutor precisa se certificar de que existe um espaço com sombra, para que os animais possam se proteger do sol.

 Hidratação

O tutor também deve estar atento para oferecer sempre água fresca para o consumo do animal. Uma sugestão é espalhar vasilhas pelas casa. Nos dias mais quentes, ainda é recomendado colocar algumas pedras de gelo no recipiente, para manter a temperatura agradável.

Para os gatos, a ingestão de água é especialmente importante. Os felinos podem ingerir mais líquidos com a utilização de fontes, já que, muitas vezes, preferem água corrente. Outra sugestão é oferecer “ração úmida”.

 Passeio

Os passeios com cães devem ser feitos antes das 10h ou depois das 16h, quando o calor está menos intenso. Esse cuidado é importante para evitar, também, queimaduras, já que o contato com o asfalto quente pode lesionar os coxins (“almofadinha” localizada na parte inferior das patas), uma parte sensível do corpo.

Caso o pet demonstre muito cansaço e esteja com a língua constantemente à amostra, é preciso procurar uma sombra e deixar o animal descansar por alguns minutos. Também é necessário levar uma garrafa de água para o passeio, para manter a hidratação do animal.

 Carro

É importante ter atenção aos passeios de carro. O ar condicionado deve permanecer ligado ou os vidros precisam estar abertos para facilitar a circulação do ar.  Além disso, os tutores nunca devem deixar o animal sozinho dentro do automóvel. Mesmo por alguns minutos, como explica Paula, pois o pet pode sofrer hipertermia, com desmaios e até mesmo uma parada cardíaca.

 Tosa

A tosa também deve estar em manutenção durante o verão. Os banhos, nos cães, também são importantes e podem ser uma opção para refrescar o pet e diminuir a temperatura corporal. Também vale lembrar a necessidade do uso do protetor solar.

 Raças

Os cachorros de focinho curto, como aqueles das raças bulldog, pug, boxer e shih-tzu, e os gatos como os persas, precisam de atenção especial. De acordo com  a veterinária, eles sofrem mais com as altas temperaturas em função das suas características anatômicas, que não permitem a troca de ar eficiente com o ambiente.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias do caderno

Outras edições

Carregando...