ANO: 24 | Nº: 6110

Observatório da Mídia

06/12/2018 Observatório da Mídia (Opinião)

Toda ética tem seu valor

Foto: Marcelo Rodriguez Barboza/ Especial JM

por Miquéli Romero
Acadêmica de Jornalismo da Urcamp

No dicionário encontramos o significado de ser ético. Refere-se a um modo exemplar de viver baseado em valores morais. É o comportamento definido socialmente como bom. Significa tudo aquilo que está relacionado com o comportamento moral do ser humano e sua postura no meio social.
Mas infelizmente a ética é muito mais lembrada por ser um complemento e não uma necessidade. Analisando o Código de Ética dos jornalistas brasileiros, encontramos, logo nas primeiras linhas, no artigo 2°, que "a divulgação da informação precisa e correta é dever dos meios de comunicação e deve ser cumprida independentemente de sua natureza jurídica - se pública, estatal ou privada - e da linha política de seus proprietários e/ou diretores". Podemos ver claramente um dos princípios do jornalismo, mas será que todo veículo de comunicação exerce isso?
Infelizmente nem todos os profissionais e nem em todos os casos os jornalistas conseguem cumprir com essa tarefa. Não quer dizer que o jornalista seja de má fé. Na maioria das vezes, é porque os seus preceitos éticos não batem com os do seu empregador. Quando ambos entram em conflito, o jornalista ou se sujeitará ao que o veículo diz, ou fará um grande alarme e facilmente será demitido. Infelizmente isso acontece e com muito mais frequência do que deveria.
O jornalismo, por si só, é um resultado da ética. O objetivo jornalístico é deixar claro o que querem omitir, mas que o público tem o direito de saber. E, sim, existem jornalistas que enfrentam e honram a profissão. Jornalistas que lutam pelos direitos da informação e do cidadão. Que correm atrás da notícia, que se descabelam a cada informação falsa e estão ali fazendo de tudo para te dar a notícia em primeira mão "precisa e correta".
E você ainda quer mesmo acreditar naquela notícia incompleta que chega a um grupo de WhatsApp? Ou até mesmo através de uma mensagem de um parente, de alguém que você confia e acha que está certo, mas que realmente só está te repassando o que ele também recebeu e que, na verdade, não tem nada de verdade na notícia? Melhor você repensar seus conceitos sobre isto.
Percebemos que a profissão jornalista é séria e que deve ser respeitada. Assim como um médico, quando faz algum procedimento errado em uma cirurgia ou receita um remédio equivocado, ele é penalizado por isso. No jornalismo não é diferente. O jornalista não vai publicar uma matéria que não é verdadeira, porque ele sabe o risco que corre. Sua correria do dia a dia, para contar uma história com todos seus lados, não é em vão.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...