ANO: 25 | Nº: 6379

Lia Maria Herzer Quintana

Reitora da Urcamp
13/12/2018 Lia Maria Herzer Quintana (Opinião)

Agradecimentos

A noite de sexta-feira, 7, ainda está sendo vivenciada em cada manifestação de carinho à Urcamp e sua atual gestão. Neste sentido, a reitora Lia Maria Herzer Quintana abre a coluna “Da série agradecimentos”, para explanar a gratidão às pessoas e empresas inseridas na tão brilhante cerimônia de posse.

Como primeiro agradecimento, quero destacar o meu muito obrigada à minha família, que é a fortaleza de minhas conquistas e o suporte que me alavanca para persistir, onde a minha companheira Isabel Messias, mais uma vez de forma incansável, atuou em todos os cenários para que a solenidade de posse estivesse impecável. Neste sentido, estendo meus cumprimentos às pessoas e empresas que, com maestria, trabalharam em cada detalhe da última sexta-feira – evento que coroou a nossa gestão eleita com mais de 95% de aprovação nas urnas. Em nome de Cema Isquierdo, agradeço o comprometimento de sua equipe da Cema Eventos, assim como quero agradecer ao Clodoaldo Monteiro, Maysa Lucas, Ivan da Art & Som, Miriam Akagi, Serginho Lackmann Vieira, José Alexandre Souza, Wellington Luiz Teixeira Godoi Soares e demais envolvidos.

Aproveito este espaço, ainda, para publicar, na íntegra, uma matéria escrita pelo colunista Gilmar de Quadros, que, em sua rede social, explanou a sua admiração pela Urcamp e autorizou que a mesma fosse divulgada.

“’A Universidade Necessária’ é o título do livro que Darcy Ribeiro publicou em 1969, depois revisado em 1975. A obra relata como foi sistematizada a Universidade de Brasília, por ele e pelo Anísio Teixeira. Conta, por exemplo, que ao implementarem o projeto da UnB, eles provocaram um tsunami diante da estrutura burocratizada e, de certa forma, engessada, das universidades brasileiras. Ao escutar com muita atenção o discurso da reitora Lia Quintana, na sexta-feira, 7, no Complexo Cultural Dom Diogo de Souza, solenidade muito prestigiada, em diversos momentos me lembrei de algumas passagens desta obra ‘A Universidade Necessária’. Todos reconhecem que a Urcamp é uma universidade necessária. Ela está presente em todas as grandes áreas do conhecimento: letras, biociências, tecnologias, ciências sociais e humanidades, cultura e arte – reunindo professores, pesquisadores e profissionais que marcam a história da cultura desta região de fronteira, com base em Bagé. Desde sempre, a Urcamp (que nasceu FunBa) compreendeu que uma instituição de Ensino Superior não pode ser um lugar longínquo, afastado da comunidade, mas, sim, compor o coração de uma cidade para que essa instituição possa ter “a vibração da vida”. Nas palavras da reitora Lia Quintana, esta outra Urcamp que está sendo desenhada, agora, vem oxigenada, sem vícios, sem ranços, sem mágoas ou ressentimentos. Apenas e tão somente apregoando a busca de projetos que transformem de maneira inteligente, deliberada e organizada a região de abrangência da Urcamp. Ah, não medindo esforços para manter o conceito máximo, nota 5, obtida pela Urcamp na mais recente avaliação do MEC. Aplausos!” - Gilmar de Quadros.

Muito obrigada a todos, equipe de professores e funcionários, que fizeram deste dia uma noite especial.



Um forte abraço,

Reitora Lia Maria Herzer Quintana

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...