ANO: 25 | Nº: 6312
13/12/2018 Cidade

Musicarte proporciona atividades que ligam diferentes expressões artísticas

Foto: Tiago Rolim de Moura

Evento proporciona interação entre estudantes e músicos profissionais
Evento proporciona interação entre estudantes e músicos profissionais
Com encerramento programado para hoje à noite, a primeira edição do projeto Musicarte, iniciativa do Piano Studio Cheisa Goulart, tem proporcionado ao público bajeense programações diárias com temáticas diferenciadas e que permitem intercâmbio de conhecimento entre várias expressões artísticas, como a música, as artes cênicas, a literatura, a dança e as artes visuais. Desde o fim de semana passado, mais de 20 atividades, entre palestras, oficinas, recitais e masterclasses, foram oferecidas, gratuitamente, na escola de música, localizada na sala número 200 da Galeria Kalil.
Segundo a pianista Cheisa Goulart, idealizadora do projeto, o Musicarte tem conseguido atingir suas metas, unindo várias formas de arte em uma única programação e formando um novo público interessado em música e outras representações artísticas. “As vezes, a arte provoca um desconforto para quem não está vivendo isso diariamente. Mas percebemos que as pessoas que estão vindo aqui todos os dias estão conseguindo agir com naturalidade”, declara.
Cheisa destaca que embora as atividades sejam realizadas com um sistema de vagas oferecido via inscrições pelo site do evento, pessoas que ainda não se inscreveram também podem participar. “Não acontece da gente dizer que alguém não pode participar. Por exemplo, se a gente vê que a oficina está com vagas excessivas, a pessoa pode vir como ouvinte”, informa.
A coordenadora financeira do projeto social Piano Forte, Maria Luísa Avello, destaca que a programação que une diferentes expressões artísticas e tem tido um retorno satisfatório das pessoas que passam pelo evento, incluindo dos próprios estudantes do Piano Studio. “O reconhecimento das pessoas tem sido incrível e a qualidade que a gente tem tido dos palestrantes é sensacional. O que está acontecendo aqui é um caldeirão de cultura. Uma junção de todas as artes que acontecem em Bagé”, conta.
O estudante de música Lorram Félix, 29 anos, tem participado do Musicarte desde o primeiro dia da programação. Ele conta que não somente a música como outras representações artísticas abordadas nas práticas lhe inspiraram a continuar fazendo aulas e até mesmo se aprofundar em outros instrumentos. “É uma programação que nos dá um enriquecimento cultural e musical. Com certeza, vou participar nos próximos anos”, afirma.

Programação
Temática: Música popular brasileira e internacional
10h – Oficina “Piano Popular: padrões rítmicos”. Karen Carvalho, musicista e professora Piano Studio Cheisa Goulart;
14h – Oficina “Percepção Musical”. Miguel Zanolleti, bacharelando em piano pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM);
16h30min – Masterclass de piano. Renan Moreira, doutorando em práticas interpretativas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS);
21h – Recital de Encerramento. Pianistas, cantores e convidados em diálogo com a poetisa Sônia Alcalde.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...