ANO: 25 | Nº: 6359

Airton Gusmão

redacaominuano@gmail.com
Pároco da Catedral
22/12/2018 Airton Gusmão (Opinião)

Natal, festa e compromisso com a vida


"Hoje, amados filhos, nasceu o nosso Salvador. Alegremo-nos. Não pode haver tristeza no dia em que nasce a vida; uma vida que, dissipando o temor da morte, enche-nos de alegria com a promessa da eternidade. Toma consciência, ó cristão, da tua dignidade. E já que participas da natureza divina, não volte aos erros de antes por um comportamento indigno de tua condição" (São Leão Magno, Séc. V).
Do Evangelho de Lucas (2,1-14), sobre o nascimento do Menino Jesus, ouvimos: "O anjo, porém, disse aos pastores: não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós um Salvador, que é o Cristo Senhor. E de repente, juntou-se ao anjo uma multidão da coorte celeste. Cantavam louvores a Deus, dizendo: "Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens por ele amados".
A solenidade do Nascimento de Cristo é a celebração da manifestação de Deus na pequenez e na fragilidade de nossa humanidade, a alegria pelo cumprimento das promessas e pela salvação que entra definitivamente em nossa história. Contemplando o mistério do nascimento de Jesus, somos convidados a perceber e acolher a profundidade da encarnação do Salvador e o sentido da nossa existência.
O "Glória de Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados" nos convida a sermos mais humanos, pessoas dignas, nos sentindo verdadeiramente filhos e filhas de Deus, pois acreditamos que Jesus é o Messias, o nosso Salvador. Ao mesmo tempo, esse Menino, o crucificado e ressuscitado que nos concedeu gratuitamente a salvação, vem nos convidar à fidelidade ao projeto de Deus, rejeitando toda forma de idolatria, injustiça, egoísmo, procurando viver naquela consciência da dignidade que recebemos.
Refletindo sobre o Natal, o Papa Francisco nos ajuda a acolher este mistério de nossa salvação: "O Natal de Jesus é a festa da confiança e da esperança, pois Deus está ao nosso lado, Deus ainda confia em nós! Ele vem habitar com os homens, escolhe a terra como a sua morada para estar ao lado de nós e para se encontrar lá onde o homem transcorre os seus dias na alegria e na dor. O nascimento de Jesus traz-nos a bonita notícia de que somos amados imensamente por Deus e de que Ele não só nos faz conhecer esse amor, mas também o concede a nós".
Em meio às luzes e ruídos que permeiam a noite de Natal, diante de tantos acontecimentos na sociedade e no mundo que nos levam ao desespero e à insegurança, precisamos saber silenciar e deixar que o Deus menino habite o nosso coração, a nossa vida e nos ensine o caminho da verdadeira esperança que passa pela simplicidade do presépio de Belém. Neste sentido, todo cristão é chamado a ser homem e mulher de esperança.
Façamos a nossa parte. Sejamos alegres na esperança, fortes na tribulação, perseverantes na oração e solidários com os que sofrem. Um Feliz e Abençoado Natal a todos e até uma próxima oportunidade.

 

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...