ANO: 26 | Nº: 6573
27/12/2018 Cidade

Comitê Camaquã empossa novas entidades e diretoria para gestão 2018/2020

Foto: Divulgação

Nova comissão foi apresentada na semana passada
Nova comissão foi apresentada na semana passada
O Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Camaquã realizou, no dia 21 de dezembro de 2018, reunião no Sindicato Rural de São Lourenço do Sul. Na oportunidade, estiveram presentes os representantes das entidades da bacia do Camaquã, autoridades municipais, regionais e estaduais, entre os quais, o prefeito Rudinei Harter, o representante do Conselho Estadual de Recursos Hídricos/SEMA-RS, Arthur Ziebell, o presidente do Sindicato Rural de São Lourenço do Sul, Ricardo Serpa, e o presidente do Conselho Diretor da AUD, Álvaro Huber Ribeiro.
De acordo com a pauta, foram empossadas as entidades eleitas (titulares e suplentes) e a diretoria do Comitê (eleita por aclamação) formada por Renato Taiffke Zenker – presidente (representante da Associação de Proteção ao Meio Ambiente de Camaquã) e Lindomar Bergmann Duarte – vice-presidente (representante do Sindicato dos Trabalhadores, Agricultores Familiares de Camaquã) - gestão 2018/2020. Após, o presidente indicou e o Plenário do Comitê referendou o nome de Rogério Silva como Secretário Executivo.
Na sequência, foi composta a Comissão Permanente de Assessoramento (CPA) por representantes da Corsan, Prefeitura Municipal de Tapes, UFPel, Associação de Engenheiros Agrônomos de Pelotas, ABES, Associação Comunitária Renovação de Amaral Ferrador, Associação dos Arrozeiros de Camaquã, Irga, Sindicato Rural de Encruzilhada do Sul, Unipampa e Furg. Também ficou constituída a Comissão Fiscal por representantes da Câmara de Vereadores de Bagé, Lions Clube Camaquã Universitário e Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Sentinela do Sul. Ainda houve a aprovação do calendário de reuniões para o próximo ano, a saber: 31 de janeiro - ordinária em Arambaré; 26 de fevereiro - extraordinária em Cristal; 29 de março - extraordinária em Sentinela do Sul; 30 de abril - ordinária em Pinheiro Machado; 30 de maio - extraordinária em Amaral Ferrador; 28 de junho - extraordinária em Chuvisca; 30 de julho - ordinária em Camaquã; 29 de agosto - extraordinária em Tapes; 27 de setembro - extraordinária em Turuçu; 31 de outubro - ordinária em Bagé; 26 de novembro - extraordinária em Dom Feliciano; e 20 de dezembro - extraordinária em Cerro Grande do Sul.
Para finalizar, foi divulgado o documentário "Dossiê Viventes", um resumo da luta da comunidade da bacia contra a mineração na cabeceira do Rio Camaquã; feita a leitura da Carta de São José do Norte a respeito de eventos realizados sobre impactos da mineração e o comunicado da próxima expedição pelo Rio Camaquã, a realizar-se nos dias 18, 19 e 20 de janeiro de 2019, no trecho de Amaral Ferrador até a Lagoa dos Patos.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...