ANO: 24 | Nº: 6182

Fernando Risch

fegrisch@gmail.com
Escritor
28/12/2018 Fernando Risch (Opinião)

Lidai vós com suas ansiedades

Na esteira de uma segunda para terça-feira, com um aglomerado e berrar desejos vindouros, transformaremos um dia útil em festa. Sentiremo-nos, alguns, esperançosos, porque alguém deve carregar o piano na paleta de desejar o que há de melhor numa transição catártica, que nada mais é do que o girar de ponteiro de minutos, zerando o das horas, para um simples dia qualquer, mas que representará nesta histeria coletiva, um virar de páginas renovador.

Alguns outros, como eu, envenenados num pessimismo, mais para se precaver do que para agourar, e esgoelados em uma ansiedade patológica, sentirão o inacreditável clímax da incerteza, mesmo tendo a consciência cética de o que nos espera nada mais é do que o que sempre tivemos, sob uma leve nova perspectiva, com leves novos sorrisos, às vezes de fabricação sintética, para que pelo menos finjamos o nascer de um novo sol.

E assim sambamos, lado a lado, mãos dadas num furor psicodélico que nos levará no correr das águas, de sete ondas turvas a serem puladas, na meia noite de um horário artificialmente alterado, para que celebremos com explosões sem som, refeições que não ciscam para trás e bebidas de perlage intensa, a guinada brusca do nosso barco nesta correnteza difusa que é a vida.

Lidai vós com suas próprias ansiedades, que eu, vestindo branco, de cuecas amarelas, estarei lidando com a minha. Feliz ano novo!

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...