ANO: 25 | Nº: 6357
07/01/2019 Cidade

Vias de mão única e estacionamentos paralelos serão os próximos passos para cumprimento do Plano de Mobilidade

Foto: Daiane Lima/ Especial JM

Caetano Gonçalves deve ser de mão única
Caetano Gonçalves deve ser de mão única

A prefeitura de Bagé projeta ações para melhorar o tráfego de veículos na cidade, previstos no Plano de Mobilidade Urbana, estabelecido por lei, que completa um ano em vigor, amanhã. As atividades estão sendo desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Segurança e Mobilidade Urbana (SSM), junto à Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (Seinfra) e Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR).
De acordo com o secretário da Segurança e Mobilidade, Luís Diego Soares, os principais fatores apontados no estudo como causadores de problemas em relação à mobilidade urbana, em Bagé, são estacionamentos oblíquos, vias de mãos duplas, conversões à esquerda e retornos, além da falta de espaço na área central para ciclovias e ciclofaixas.
Soares ressalta que, como as demais áreas do serviço público, a pasta também passa por dificuldades financeiras, o que causou dificuldades para a aplicação plena das ações previstas no Plano. Mas ele afirma que houve vários avanços, como a mudança da rua Doutor Penna, que passou a ter sentido único, e a Avenida General Osório, que passou de estacionamento oblíquo para paralelo.
O secretário informa que através da Seinfra foram realizados cerca de 14 quilômetros de asfaltamento e a SDR está auxiliando em melhorias de pontes para descentralizar o tráfego de veículos pesados no centro da cidade. Ainda segundo Soares, a previsão para curto prazo, é concluir o estacionamento da General Osório para que toda a extensão da via fique em sentido paralelo. A intenção é implantar ciclofaixas na avenida dos dois lados dos canteiros, seguindo o fluxo das vias.
O mesmo procedimento deve ser realizado na Avenida Sete de Setembro, entre a ruas Doutor Penna e Doutor Veríssimo. “Além de melhorar a mobilidade, traz mais segurança. Naquela área é difícil passar um caminhão do Corpo de Bombeiro, porque a via é estreita”, exemplifica.


Placas
O secretário salienta que, para realização das mudanças, será necessário a aquisição de placas. Para isso, deve ser lançado um edital nos próximos dias. Ele está apostando em recursos do Estado e União.
Soares informou também que foi feito um estudo para colocar as ruas Caetano Gonçalves e 20 de Setembro de mão única. A primeira será no sentido norte-sul e a segunda em sul-norte. A intenção da pasta é tornar as principais ruas do município, com exceção da avenida Sete de Setembro, em vias de único sentido. Para isso, será necessário que as placas sejam confeccionadas. “São ações que devemos realizar a curto e médio prazo (até cinco e 10 anos)”, comenta.
O plano prevê ainda ações a longo prazo, que, segundo o secretário, necessitam de mais investimentos e demandam a retirada de canteiros, construção de pontes e obras para facilitar a mobilidade. “São ações que devemos realizar em até 20 anos”, comenta.


Recursos

Para buscar recursos, a ideia é aproveitar a mudança nos governos estadual e federal e as forças políticas. “O prefeito Divaldo Lara e o vice-prefeito Manoel Machado, têm bom relacionamento com o novo governador, Eduardo Leite, e também com o chefe da casa civil do governo de Jair Bolsonaro, Onyx Lorenzoni”, destacou.
O cronograma de ações estabelecido pelo Plano Diretor de Mobilidade Urbana (PlanMob) teve seu início oficial no dia 8 de janeiro de 2018, atendendo uma série de demandas levantadas em um estudo feito em 2015.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...