ANO: 24 | Nº: 6187
12/01/2019 Cidade

Licitação para troca da rede elétrica fundação Bidart não teve interessados

Foto: Tiago Rolim de Moura

Nova seleção deve ser aberta nos próximos dias
Nova seleção deve ser aberta nos próximos dias

O certame destinado à contratação de empresa que fará a reforma elétrica da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Fundação Bidart que foi realizado ontem, mas não registrou nenhum interessado. O edital deve ser publicado novamente nos próximos dias. O projeto prevê a troca de toda a rede elétrica do local, que, no segundo semestre de 2018, teve parte de sua estrutura interditada devido a problemas com a fiação.

A secretária municipal de Educação e Formação Profissional, Adriana Lara, informou que o valor do projeto era R$50 mil para reformar toda a estrutura elétrica da escola, feita há mais de 80 anos. "O processo licitatório deverá ser refeito e lançado novamente. Temos um pouco mais de um mês para realizar as melhorias", disse.

A reforma da escola será realizada com recursos do município e está prevista para ser concluída até o início do ano letivo de 2019. Com isso, os cerca de 300 alunos da escola voltarão a ter aulas exclusivamente no prédio da instituição, já que, desde setembro de 2018, a maioria das atividades foram realocadas, provisoriamente, em uma ala cedida pela Urcamp, no prédio do Corujão.

Os problemas com a fiação elétrica da escola começaram a se ampliar no início de 2018, durante o período de férias, quando a equipe da instituição percebeu que não havia água nos banheiros do primeiro andar. Na época, o eletricista responsável pelo reparo diagnosticou que a rede já não comportava mais a quantidade de equipamentos eletrônicos do local, o que fez com que a gestão da escola iniciasse as negociações com o Governo Municipal e a Santa Casa de Caridade de Bagé, a qual é proprietária do prédio, para a viabilização da reforma na fiação.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...