ANO: 24 | Nº: 6187

José Artur Maruri

josearturmaruri@hotmail.com
Colaborador da União Espírita Bajeense bagespirita.blogspot.com.br
12/01/2019 José Artur Maruri (Opinião)

No campo

"O campo é o mundo. (...) – Mateus 13:38.
Em dias que, as vezes, parecem turbulentos, é bom lembrar da morada que estamos inseridos. Aliás, ela é a melhor que poderíamos ter no atual estágio evolutivo em que nos encontramos, por isso, é importante compreender o nosso papel dentro de um contexto muito maior, que perfaz o Universo inteiro...
Daí que se mostra muito importante a lição do Espírito Emmanuel através da psicografia de Francisco Cândido Xavier.
Que a próxima semana seja de muito trabalho, no campo...
"Jesus tem o seu campo de serviço no mundo inteiro.
Nele, naturalmente, como em todo campo de lavoura, há infinito potencial de realizações, com faixas de terra excelente e zonas necessitadas de arrimo, corretivo e proteção.
Por vezes, após florestas dadivosas, surgem charcos gigantescos, requisitando drenagem e socorro imediato.
Ao lado de montanhas aureoladas de luz, aparecem vales envolvidos em sombra indefinível.
Troncos retos alteiam-se, junto de árvores retorcidas; galhos mortos entram em contraste com frondes verdes, repletas de ninhos.
A gleba imensa do Cristo reclama trabalhadores devotados, que não demonstrem predileções pessoais por zonas de serviço ou gênero de tarefa.
Apresentam-se muitos operários ao Senhor do Trabalho, diariamente, mas os verdadeiros servidores são raros.
A maioria dos tarefeiros que se candidatam à obra do Mestre não seguem além do cultivo de certas flores, recuam à frente dos pântanos desprezados, temem os sítios desertos ou espantam diante da magnitude do serviço, recolhendo-se a longas e ruinosas vacilações ou fugindo das regiões infecciosas.
Em algumas ocasiões costumam ser hábeis horticultores ou jardineiros, no entanto, quase sempre repousam nesses títulos e amedrontam-se perante os terrenos agressivos ou multiformes.
Jesus, todavia, não descansa e prossegue aguardando companheiros para as realizações infinitas, em favor do reino celeste na Terra.
Reflete nesta verdade e enriquece as tuas qualidades de colaboração, aperfeiçoando-as e intensificando-as nas obras do bem indiscriminado e ininterrupto...
É certo que não se improvisa um cooperador para Jesus, entretanto, não te esqueças de trabalhar, dia a dia, na direção do glorioso fim..."

(Referência: Vinha de Luz, Cap. 68. "O Evangelho por Emmanuel". Comentários ao Evangelho Segundo Mateus. Coordenação de Saulo Cesar Ribeiro da Silva. Editado pela Federação Espírita Brasileira no ano de 2017. p. 405-406)

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...