ANO: 25 | Nº: 6255
16/01/2019 Segurança

Operação começa a recolher material em desmanches ilegais de Aceguá

Foto: Divulgação

Estimativa é recolher 150 toneladas de peças
Estimativa é recolher 150 toneladas de peças
A segunda fase da Operação Los Hermanos, desencadeada em Aceguá, teve início, ontem, com o recolhimento de material que foi encontrado, na semana passada, em oito pontos onde funcionavam desmanches clandestinos.

A ação faz parte da 75ª Operação Desmanche, que integra esforços da Polícia Civil, da Brigada Militar, do Instituto-Geral de Perícias (IGP) e do Detran/RS. A investigação estava sendo realizada desde setembro de 2017, pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil de Bagé.

Conforme o delegado responsável pela Draco, Cristiano Ritta, a estimativa é que, até amanhã, sejam recolhidas cerca de 150 toneladas de material, entre peças de veículos com procedência desconhecida. As unidades apreendidas serão encaminhadas à empresa Gerdau, que, a partir da parceria com o Estado, as transforma em material de trabalho, dando novo destino às peças recicladas.

Segundo o vice-governador e secretário de Segurança, delegado Ranolfo Vieira Júnior, a operação tem o viés de aprimorar o combate à receptação e o desmanche de veículos roubados, impedindo que estabelecimentos irregulares continuem em funcionamento. A ideia, conforme Vieira, de agregar o trabalho da força-tarefa, coordenada pelo Departamento de Inteligência de Segurança Pública da SSP, às investigações realizadas pela Polícia Civil, reforça o combate ao crime organizado.

Prisões

A primeira fase da Operação Los Hermanos foi deflagrada na terça-feira passada, 8 de janeiro, com participação de 50 policiais da 9ª Delegacia de Polícia Civil e da Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos do Deic. Na ocasião, além da apreensão de vários veículos e milhares de peças sucateadas, foram presos, em flagrante, Sadam Mohamed Izzat Rops, Marufi Izzat Yussef, Yussef Izzat Yussef, Mustafa Ali Mohamed Ali e Rafael Thums Bandeira. Os cinco indivíduos respondem pelos crimes de organização criminosa, receptação e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Investigação

Desde a primeira edição, em fevereiro de 2016, a Operação Desmanche já interditou 108 locais, apreendeu seis mil toneladas de sucata automotiva e prendeu 60 pessoas.

A força-tarefa passou por 39 municípios: Portão, Passa Sete, Candelária, Curumim, Soledade, Santa Maria, Carlos Barbosa, Sapiranga, Eldorado do Sul, Erechim, Guaíba, Porto Alegre, Cachoeirinha, Canela, Gravataí, Viamão, Sapucaia do Sul, Canoas, Novo Hamburgo, Montenegro, Pelotas, São Sebastião do Caí, Estrela, Parobé, Esteio, Alvorada, Camaquã, Caxias do Sul, Arroio dos Ratos, Capão da Canoa, Torres, São Leopoldo, Almirante Tamandaré do Sul, Rio Pardo, Sarandi, Estância Velha, Vera Cruz, Pantano Grande e Tapejara.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...