ANO: 25 | Nº: 6208
17/01/2019 Segurança

Tradicionalista morre ao ser atingido por raio

Foto: Reprodução JM

Lima era conhecido pela sua paixão ao tradicionalismo
Lima era conhecido pela sua paixão ao tradicionalismo
O bajeense Gilmar Lima Luiz, de 52 anos, morreu, no final da tarde de terça-feira, depois de ser atingido por um raio. O incidente ocorreu quando Lima estava cavalgando, na estância onde trabalhava, na divisa com o Uruguai. O cavalo também não resistiu à descarga elétrica e morreu.

Lima era uma personalidade conhecida na região através do tradicionalismo, se destacando como cantor, trovador e laçador. Ele deixa a filha Francielly, além de parentes e amigos.

A irmã de Gilmar, Ana Maria Lima Luiz, destaca que o tradicionalismo era uma grande paixão do bajeense. "Era gaúcho de festas campeiras, gostava de andar a cavalo, laçar e ir a festas gaúchas. Era uma pessoa muito alegre, com vários amigos. Onde ele estava tinha festa", declara, sobre o irmão.

Segundo informado por familiares, o tradicionalista seria sepultado no Cemitério Santa Casa de Caridade de Bagé, ainda no final da tarde de ontem.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...