ANO: 25 | Nº: 6406
19/01/2019 Cidade

Equipe de apoio da 24ª Descida parte rumo ao Camaquã

Foto: Felipe Valduga

Grupo é responsável pela cozinha e imagens do evento
Grupo é responsável pela cozinha e imagens do evento
A 24º Descida do Rio Camaquã está em pleno andamento. O grupo, coordenado por José Crespo, está acampado desde quinta-feira, na propriedade de Paulo Tadeu, e somente hoje será avaliada a possibilidade de navegação. Ontem pela manhã, um grupo que integra a equipe da cozinha partiu de Bagé com o rancho. Já os botes e barcos, que seriam conduzidos a partir da Casa do Produtor, ficaram no local.
O remador Eloi Pozzer foi um dos que desistiu da navegação. Ele participa do evento desde a segunda edição e disse que o rio é muito perigoso com esse volume de chuva. "Há mais de 40 anos acampo no Camaquã e conheço o rio", disse.
Já a equipe da cozinha não teve nenhum receio de embarcar. Conforme uma das integrantes do grupo, Tânia Mara Gonçalves, o acampamento está normal e o evento já está acontecendo. O fotógrafo Edson Larronda, que é responsável pelas imagens, também rumou junto à equipe de apoio.
A avaliação do local da navegação, que parte da Pedra Amarela, do proprietário Osmar Soares, situada no Rincão do Inferno, será realizada hoje, pelo Corpo de Bombeiros.

 

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...