ANO: 24 | Nº: 6183
21/01/2019 Cidade

Descida do Camaquã é suspensa após avaliação dos bombeiros

Foto: Edison Larronda/Especial JM

Sem a descida, participantes realizaram outras atividades no acampamento
Sem a descida, participantes realizaram outras atividades no acampamento

A 24ª Descida do Camaquã, que estava prevista para ocorrer entre sexta-feira e domingo, foi cancelada, depois que integrantes do Corpo de Bombeiros de Bagé realizaram uma avaliação no rio durante sexta e sábado. O pedido de vistoria foi feito pelo governo municipal, através do secretário de Desenvolvimento Rural, Cleber Zuliani Carvalho, em função do grande volume de chuva dos últimos dias.
A avaliação foi feita pelo coordenador regional da operação verão, sargento Silvio Cristiano Pereira Lemos, e outros guarda-vidas da cidade de Candiota, acompanhados do coordenador da Descida do Camaquã, José Crespo. eles constataram que, pelo grande volume de água no rio, a atividade deveria ser suspensa. “Concluímos que o rio está muito cheio, e, desta forma, não apresenta condição adequada para navegação”, destaca Lemos.
“O volume de água do rio é alarmante e a nossa maior preocupação é com a segurança dos participantes que fariam a descida, estimada em 17 quilômetros. Devido a essa situação, os bombeiros decidiram adiar a atividade, o que nos tranquilizou, pois estávamos muito preocupados com possíveis acidentes”, declara Carvalho.
Na Rainha da Fronteira, conforme dados do Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb), o acumulado do mês de janeiro alcançou 360,1 milímetros (mm) até as primeiras horas de sexta, bem acima da média histórica do período, que é de 170 mm. A perspectiva é de que, em breve, a organização divulgue uma nova data para a descida.
Mesmo sem a tradicional descida, o evento foi repleto de homenagens ao idealizador da descida, Diogo Madruga Duarte, falecido em junho do ano passado. O evento contou com mais de cento e quinze participantes e cinquenta e cinco embarcações. Após o churrasco do meio dia de sábado, foi realizado a tradicional Olimpíada Ecológica do Camaquã com batismo de remadores iniciantes. A campeã feminina na modalidade argola de cipó no remo foi Carla Ebert; melhor remadora foi Lúcia Nicolini Manfroi; campeão masculino modalidade argola de cipó no remo foi Álvaro Porto Jr.

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...