ANO: 25 | Nº: 6405
22/01/2019 Fogo cruzado

Bagé tem mais de 18 mil eleitores filiados a partidos

Foto: Sidimar Rostan/Especial JM

Trinta e dois partidos têm representação na Rainha da Fronteira, totalizando, em 2018, de acordo com estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 18.542 filiações. Com 5.383 filiados (29%), o PT concentra o maior contingente, seguido pelo PDT, com 4.317 filiados (23,38%), e pelo PTB, com 1.564 (8,43%). O Novo apresentou uma das maiores taxas de crescimento no município, ao lado do PSL, sigla do presidente da República, Jair Bolsonaro.
O Progressistas totaliza 1.387 filiações, seguido pelo MDB, com 1.001; PSDB, com 724; DEM, com 709; PSB, com 522; PRB, com 519; PCdoB, com 491; PR, com 463; PPS, com 381; PTC, com 217; PV, com 200; PSC, com 180; e Solidariedade, com 124.
O PSOL tem 76 filiados em Bagé, de acordo com dados do TSE, enquanto o PPL tem 66 e o PHS tem 56. O PSL tem 28 filiações, seguido pelo Novo, com 25; pelo PRTB, partido do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, com 20, Rede, com 19. PSD, com 17; e PSTU, com 11. Sete legendas têm menos de 10 filiados (Podemos, que totaliza nove filiações; PRP, com oito; Patriotas e PCB, com sete cada; Avante, com seis; PMN, com três; e Pros, com dois filiados).

Concentração
No ano passado, o volume de eleitores bajeense filiados cresceu em relação a 2017 e no comparativo com a última atualização do cadastro do TSE, antes das eleições de outubro. Cinco partidos, porém, mantiveram a liderança do ranking de filiações.
Em junho do ano passado, o PT tinha 5.402 filiações (29,1%), seguido pelo PDT, com 4.263 (23%), e pelo PTB, com 1.571 (8,4%). O Progressistas respondia por 7,4% do total, contabilizando 1.387 correligionários. O MDB reunia 1.002 filiados, pouco mais de 5,4%.
As cinco maiores legendas, juntas, representavam mais de 73% do efetivo habilitado para as eleições de 2018. Em dezembro, mesmo com alterações nos quadros após o pleito, as mesmas siglas representavam pouco mais de 73,6% do total de filiações em Bagé.

Crescimento
O partido Novo tinha apenas quatro filiados em 2016. No ano seguinte, a sigla registrava sete filiações. A legenda encerrou 2018, entretanto, com 25 filiações formalizadas. O PSL, que tinha apenas oito filiados em 2016, dobrou o volume de filiações, em 2017, e aumentou para 28, em 2018. As duas siglas estão entre as que mais cresceram no período.

Redução
Siglas tradicionais apresentaram leves reduções no quadro de filiados, em Bagé, entre 2017 e 2018. O PDT perdeu 21 filiações, enquanto o PTB perdeu 12. O PT registrou a maior redução, totalizando 41 filiações. No mesmo período, o volume de filiações também reduziu em Aceguá e em Hulha Negra, passando de 952 para 945 e de 1.488 para 1.484, respectivamente. A exceção, em âmbito regional, ficou por conta de Candiota, que passou de 1.890 eleitores filiados para 1.893.

Aceguá
O MDB fechou 2018 com o maior contingente de filiações em Aceguá, contabilizando 238 dos 945 eleitores filiados na cidade (25,18%), seguido pelo PSDB, que comanda a cidade, com 211 filiados (22,32%), e pelo PT, com PT 203 (21,48%). O Progressistas tem 94 filiados, enquanto o PTB tem 70, o DEM tem 61, o PDT tem 35, o PSB 31 e o PR tem dois.

Candiota
Cinco partidos concentram, juntos, 87% dos 1.893 eleitores filiados a siglas em Candiota. O MDB tem o maior quadro, totalizando 550 (29%). O PT, que comanda o município, tem 448 (23,66%), seguido pelo PDT, com 327 (17,27%) e pelo PSDB, com 199 (10,51%). O PTB tem 155 (8,18%). O PSB tem 53 filiados na cidade, seguido pelo PCdoB, com 50; PSC, com 40; DEM, com 24; Progressistas, com 23; PR, com 18; PRB, com quatro; PCB e PSOL com um cada.

Hulha Negra
O PT tem o maior contingente de filiações na Hulha Negra. O partido tem 407 das 1.484 filiados (27,42%), seguido pelo PDT, que tem 406 (27,35%), e pelo Progressistas, que comanda a prefeitura, com 369 (24,86%). O PTB tem 153 filiados, enquanto o PSB tem 58, o PSC e PCdoB têm 35 cada, PRB tem seis, PR tem quatro, PTC tem três, DEM e PPL têm dois cada, PPS, MDB, PSDB e PSOL têm um cada.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...