ANO: 25 | Nº: 6335
24/01/2019 Esportes

Decisão que levou o Guarany ao bicampeonato completa 80 anos

Foto: Divulgação

Correio do Sul estampou, na capa, o título alvirrubro
Correio do Sul estampou, na capa, o título alvirrubro
Há exatamente 80 anos, o Guarany entrou em campo contra o Rio-Grandense para disputar a decisão do Campeonato Gaúcho. No dia 24 de janeiro de 1939, o time conquistou, fora de casa, o título de bicampeão de 1938. Até hoje, o alvirrubro da Rainha da Fronteira é o único time do interior do Rio Grande do Sul que conseguiu acumular dois títulos da competição. O primeiro havia sido obtido em 1920.

Foram necessários quatro jogos para definir o campeão. O primeiro confronto teve um empate. O título, então, foi decidido por uma "melhor de três" contra o Rio-Grandense, de Rio Grande. Das três partidas, a primeira terminou com vitória do Rio-Grandense. À época, Inter e Grêmio não participaram da disputa, que teve Renner e Riograndense inscritos.

O Correio do Sul acompanhou as disputas do alvirrubro. No dia 24 de janeiro, o jornal anunciou a vitória sobre o Rio-Grandense. O alvirrubro superou o adversário com o resultado de 3 a 1 em uma partida realizada, no dia 22 de janeiro. O último jogo aconteceu em Pelotas, com transmissão da Rádio Cultura Pelotense.

No dia 24, no tempo regulamentar, o jogo terminou em 1 a 1. Quem abriu o placar foi o adversário, aos 29 minutos, mas o alvirrubro empatou no minuto seguinte. No periódico, o gol é descrito da seguinte forma: "Quesada recebe a pelota na esquerda e atira violentamente no arco do Rio Grandense. Brandão defende bem, mas deixa cair o couro das mãos. Medina, entrando rápido, atira-a para o fundo das redes".

Na prorrogação, o primeiro time que conseguisse marcar o gol de desempate conquistaria o título. Logo aos três minutos, Picão, na ponta esquerda, cobrou um escanteio. Nesse momento, Rubilar marcou o segundo do Guarany. Ainda conforme o jornal Correio do Sul, a rede do adversário foi balançada outras três vezes, mas os gols foram anulados pelo juiz.

No dia seguinte, o jornal registrou a chegada da equipe, que foi recepcionada pelos torcedores alvirrubros. Além de aplausos e uma banda musical, o jornal relata que "formou-se intenso préstito, sendo os players alvirrubros conduzidos aos ombros da grande multidão, que se dirigiu à sede do campeão estadual".

Em 2015, o Jornal Minuano entrevistou o torcedor Nilceu Conde, 92 anos, que assistiu ao jogo que deu o segundo título ao alvirrubro. Conde era conhecido por comparecer sempre ao Estrela D'Alva. À época, ele comentou sobre a conquista. "Lembro que após este campeonato teve festa na cidade, com desfile dos jogadores e tudo. Grêmio e Inter? Deus que me perdoe!".

Mais imagens

Deixe seu comentário abaixo

Outras edições

Carregando...