ANO: 26 | Nº: 6590
25/01/2019 Fogo cruzado

Graciano vai atuar como interlocutor de demandas junto à Casa Civil

Foto: Divulgação

Comitiva foi recebida pelo ministro na quarta-feira
Comitiva foi recebida pelo ministro na quarta-feira
Durante encontro com a comitiva de Bagé, na quarta-feira, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se colocou à disposição da gestão municipal, e, em especial, ao diretor geral do Departamento de Águas, Arroio e Esgoto (Daeb), Graciano Aristimunha. O vereador eleito pelo DEM, partido do ministro, será o interlocutor para as demandas da cidade.
A obra da barragem da Arvorezinha, que conta com recursos do governo federal, deve ocupar lugar de destaque na pauta do gestor com a Casa Civil, principalmente pela relação direta de Graciano, amigo pessoal de Lorenzoni, com o empreendimento, considerado estratégico para o desenvolvimento de Bagé.
Durante audiência com o Ministro do Desenvolvimento Regional (MDR), Gustavo Henrique Canuto, articulada por  Lorenzoni,  a situação da obra foi atualizada. Canuto ratificou que Bagé tem inscrição na carteira do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), no valor de R$ 88 milhões.
Ainda durante a reunião, de acordo com informações da prefeitura, foi garantido que os R$ 19 milhões que estão liquidados em restos a pagar, tão logo haja limite, serão disponibilizados ao município. Mais R$ 13 milhões serão articulados para o orçamento deste ano ainda e o saldo para 2020.

Deixe seu comentário abaixo

Mais notícias da edição

Outras edições

Carregando...